(H)À Educação

O CIDTFF, em parceria com o Departamento de Educação e Psicologia, publica, desde dia 28 de junho de 2018, uma rubrica quinzenal no Diário de Aveiro, intitulada (H)À Educação, na qual se pretende abordar temáticas na área da educação que sejam do interesse da comunidade regional.

 

7 fevereiro, 2019 | E se a Educação em Ciências desafiar as suas convicções?

24 janeiro, 2019 | O que podemos nós oferecer a quem nos escolhe para uma experiência Erasmus?

11 janeiro, 2019 | E se lhe contasse como foi o meu primeiro dia de aulas depois das férias do Natal?

 

2018

27 dezembro, 2018 | Sentir e aprender Portugal de outro lugar: qual o contributo do EPE?

13 dezembro, 2018 | Timor-Leste, tão longe ou tão perto?

29 novembro, 2018 | É difícil educar uma criança?

15 novembro, 2018 | O que é ser-se competente no mundo digital?

1 novembro, 2018 | Provas de Aferição de Educação Física no 1.º Ciclo do Ensino Básico - Porquê e Para Quê?

18 outubro, 2018 | Existem smart cities sem comunidades educativas inteligentes?

4 outubro, 2018 | Infância... ou “Infâncias”?

20 setembro, 2018 | Sabia que dia 26 de setembro é o Dia Europeu das Línguas?

6 setembro, 2018 | E se as universidades públicas portuguesas adotassem o inglês como língua de formação?

23 agosto, 2018 | Qual a relevância do pensamento crítico no mundo atual?

16 agosto, 2018 | Português Língua de Herança: uma (má) língua ou são as más línguas?

11 agosto, 2018 | O que considerar na escolha da creche ou jardim de infância para o meu filho/filha?

26 julho, 2018 | Como homenageamos os (Bis)Avós na investigação em Educação na Universidade de Aveiro?

12 julho, 2018 | Aprender com uma app? É no Parque da cidade

28 junho, 2018 | E se falar de Educação fosse falar de Ciência Aberta?

última atualização a 07-02-2019
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.