objetivos

O presente 3º ciclo de estudos, enquanto programa conducente ao grau de doutoramento, visa, de um modo geral, proporcionar uma formação avançada de altíssimo nível e fornecer contributos de valor para a investigação na área da Ciência Política. Dentro deste quadro, são objetivos do curso:


- Fornecer e desenvolver competências metodológicas avançadas, quer na investigação de cariz teórico e conceptual quer na aplicada.

- Familiarizar os formandos com o mais avançado state of the art da investigação nas áreas da Ciência Política em que se articula este curso.

- Aprofundar e desenvolver a reflexão crítica das grandes fontes do pensamento político, sem esquecer a aplicação às questões sociais e políticas mais atuais.

- Incentivar o trabalho interdisciplinar e multidisciplinar interno com recurso às metodologias e saberes de diferentes áreas da Ciência Política.

Os doutorandos que completarem o curso deverão assim:

-Possuir capacidade de compreensão profunda e sistemática de, pelo menos, um domínio da Ciência Política, o que implica a posse de elevadas competências de pensamento, análise e uso de instrumentos metodológicos.
-Demonstrar capacidades para conceber, projetar e realizar trabalhos de investigação originais e de alto nível em Ciência Política, tendo em conta exigências de qualidade e ética científica.
-Ter realizado um conjunto de trabalhos originais de investigação, dos quais se destaca a tese, suscetíveis de contribuir para o alargamento do conhecimento na área da -Ciência Política, parte dos quais mereça divulgação em publicações com referee.
-Demonstrar capacidades de pensamento, problematização, análise crítica e síntese de ideias complexas
-Ser capazes de, numa sociedade complexa centrada no conhecimento, promover, em contexto académico ou profissional, o conhecimento científico, o bem social e a riqueza cultural.

saídas profissionais

Há dois perfis dominantes de empregabilidade neste curso. Primeiro, carreiras académicas, esperando-se a integração dos doutorados nas áreas da investigação e docência a nível nacional ou internacional. Segundo, cargos em think tanks, ONGs, consultoria e administração pública, para os quais existe procura latente a nível regional e nacional.

Considerando estes perfis e o total de 10 vagas, o potencial de empregabilidade dos futuros alunos é francamente positivo.

De frisar que os dados do MTSS, INE e GEPARI indicam uma taxa de desemprego para os doutorados inferior a 1% em Portugal. Esta é uma das taxas de empregabilidade de doutorados mais alta (dados Eurostat, Unesco, OCDE).

Os dados disponíveis também apontam uma taxa de desemprego para licenciados na área de “Ciência Política e Cidadania”, entre 2000-10, inferior à taxa de desemprego média entre licenciados em Portugal.

a informação disponibilizada nesta página não dispensa consulta à página de acesso ao ensino superior
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.