Acerca do DEMaC


O Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica (DEMaC) sucedeu em 2012 ao Departamento de Engenharia Cerâmica e do Vidro, criado aquando da fundação da Universidade de Aveiro em meados dos anos 70. No DEMaC exercem a sua atividade 15 docentes, 10 investigadores, 8 funcionários (técnicos, administrativos e de gestão) e cerca de 65 bolseiros (investigação, doutoramento e pós-doutoramento; 1/3 dos quais estrangeiros).

 

Faz parte da missão do DEMaC: desenvolver investigação de ponta com reconhecimento internacional na área científica de Ciência e Engenharia de Materiais; sustentar uma formação atualizada de excelência aos seus alunos; transferir conhecimento para a indústria nacional apoiando o seu esforço de competitividade no espaço global.

 

No DEMaC estudam aproximadamente 215 alunos, nas ofertas de Engenharia de Materiais (mestrado integrado - acreditado pela Ordem dos Engenheiros), Materiais e Dispositivos Biomédicos (2ºciclo/mestrado), e dos programas doutorais (3º ciclo) em Ciência e Engenharia de Materiais (CEM), em Nanociências e Nanotecnologia (N&N) e de Materiais e Processamento Avançados (AdvaMTech). No que respeita às saídas profissionais, há vários caminhos possíveis: os graduados podem ser colocados nas indústrias de produção, transformação e incorporação de materiais em componentes, sistemas e dispositivos para áreas diversas como a energia, saúde, automóvel, construção, eletrónica; podem igualmente integrar carreiras de investigação e desenvolvimento nas empresas, centros tecnológicos, universidades. Quanto à efetividade dessas saídas a taxa de empregabilidade dos alunos é de 100%.

 

O DEMaC tem particular visibilidade nas vertentes de investigação e cooperação com as empresas. Os docentes e investigadores afetos ao DEMaC são, na sua totalidade, membros do Laboratório Associado CICECO. É bastante significativo que o DEMaC seja responsável por cerca de 11,5% dos projetos da UA, considerando que os membros representam cerca de 3,5% do total da UA. Dados relativos interessantes são também: 6 publicações/ano/investigador e 200 citações/ano/investigador. Atualmente estão a decorrer vários projetos com financiamentos nacionais e internacionais num total de cerca de 3,5 milhões de euros, grande parte dos quais em parcerias com a indústria.

 

O esforço de I&D desenvolvido no DEMaC passa pela síntese e estudo das propriedades de materiais nano e micro estruturados que podem ser utilizados em diferentes tecnologias, soluções de reciclagem de diferentes resíduos, biomateriais, cerâmicos técnicos e tradicionais, compósitos, corrosão e proteção de materiais, revestimentos funcionais, entre outros. No caso da energia, a eficiência dos sistemas depende muito dos materiais que os compõem, portanto o desenvolvimento de novos materiais para obter sistemas mais eficazes e mais sustentáveis constitui também uma área de investigação prioritária. Muitos dos produtos têm sido alvo de patente.

 

Bem-vindo ao DEMaC !
 
Rui F. Silva

última atualização a 05-02-2018
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.