Design de Comunicação Multimédia

área científica
Design
créditos
6
escolaridade
ensino teórico (T) - 1 hora/semana
ensino teórico-prático (TP) - 3 horas/semana
orientação tutorial (OT) - 1 hora/semana
idioma(s) de lecionação
a inserir brevemente
objectivos

O principal objectivo de DCM consiste em compreender o que é projecto em Design, os contextos comunicacionais inerentes aos novos media, bem como dotar o aluno de uma metodologia projectual capaz de dar resposta ao desenvolvimento de conteúdos audiovisuais e interactivos. A dimensão técnica, simbólica e expressiva dos suportes são investigados com vista à adequação de uma comunicação visual adequada e eficiente. Neste sentido, são conhecidas as ferramentas, mas também os instrumentos que o Design de Comunicação e o Design de Interacção oferecem – a retórica visual, as técnicas de prototipagem, a adequação tipográfica, a estruturação e organização visual em torno do conceito de grelha, o estudo da consistência visual, o estudo da interacção centrada na experiência da utilização e do universo da pessoa. Pretende-se que esta abordagem forneça ferramentas conceptuais que aumentem a capacidade critica sobre estas tipologias de artefactos e problemas, bem como facilitem a futura integração do aluno em equipas multidisciplinares de projectos deste âmbito.

competências
Vide Objectivos.
conteúdos

1. Conceito de Design, Design de Comunicação e Multimédia

2 Tipografia,  Estudo da grelha e organização visual

3 Design de Interacção

4 Técnicas de prototipagem

5 Design da experiência

avaliação

A avaliação é discreta e consiste em três elementos:

A1 – exercício de Retórica Visual 20%

A2 – Exercício de Design de Interacção 20%

A3 – Temas em DCM 20%

A4 - Projecto prático integrado 40%

Estipula-se a nota mínima para cada um dos momentos de avaliação em 7 valores.

A entrega de qualquer um dos trabalhos previstos fora do prazo estipulado pelos docentes, dará lugar a uma penalização na nota atribuída.

A avaliação por exame em época normal destina-se apenas aos alunos trabalhadores-estudantes que escolheram não se submeter ao método de avaliação contínua.

Os alunos que reprovem por faltas não poderão submeter-se ao exame da época de recurso nem ao da época especial no presente ano lectivo.

requisitos
Não tem.
metodologia

Nas aulas teóricas serão apresentados e debatidos temas relacionados com o Design. Nas aulas práticas, procede-se à operacionalização dos conceitos teóricos através da experimentação e trabalho projectual orientados, utilizando-se metodologias de trabalho individual e/ou em grupo, consoante os casos.

A disciplina possui um dossier digital na plataforma Moodle e serão desenvolvidos grupos de trabalho e temas de discussão na plataforma Ning.

bibliografia base
BUCHANAN, Richard (ed.), MARGOLIN, Victor (ed.), The Idea of Design – A Design Issues Reader, The MIT Press LUPTON, Ellen, PHILLIPS, Jennifer Cole, Novos Fundamentos do Design, Cosac Naify, São Paulo, 2008
bibliografia recomendada
Exercícios e textos de apoio, de autoria dos docentes, publicados no dossier digital da disciplina.

BUCHANAN, Richard (ed.), MARGOLIN, Victor (ed.), The Idea of Design – A Design Issues Reader, The MIT Press;
BÜRDEK, Bernhard E., História, Teoria e Prática do Design de Produtos, Edgard Blücher;
CALVERA, Anna (ed.), Arte?Diseño?, GG Diseño, Ediciones G. Gilli, Barcelona;
COOPER, Alan, REIMANN, Robert, CRONIN, David, About Face 3 – The essentials of interaction design, Wiley Publishing, Indianapolis, 2007;
LUPTON, Ellen, PHILLIPS, Jennifer Cole, Novos Fundamentos do Design, Cosac Naify, São Paulo, 2008;
MACDONALD, Nico, What Is Web Design?, RotoVision
MÜLLER-BROCKMANN, Josef, Historia de la comunicación visual, GG Diseño, Ediciones G. Gilli, Barcelona;
PREECE, Jenny, ROGERS, Yvonne, SHARP, Helen, Interaction Design - Beyond Human Interaction, Wiley.
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.