Multimédia e Gestão de Conhecimento

área científica
Ciências e Tecnologias da Comunicação
créditos
6
escolaridade
ensino teórico (T) - 1 hora/semana
ensino teórico-prático (TP) - 2 horas/semana
idioma(s) de lecionação
a inserir brevemente
objectivos
  • Compreender a essência e a importância da utilização da tecnologia ao serviço da educação e da formação
  • Identificar os principais conceitos sobre a gestão de conhecimento e a sua aplicabilidade em ambientes educacionais multimédia
  • Identificar as principais metodologias e estratégias aplicadas à utilização da multimédia em ambientes de aprendizagem colaborativa e de auto-aprendizagem
  • Identificar a organização, o funcionamento, as características, o desempenho, os componentes e as funcionalidades dos sistemas tecnológicos de comunicação multimédia para formação
  • Identificar os principais componentes estratégicos para a implementação e desenvolvimento de projectos de eLearning e de bLearning em organizações
competências

- Desenvolvimento educacional multimédia

- Gestão de formação (concepção, execução e avaliação)

- Gestão e Partilha de Conhecimento

- Tecnologias da comunicação em educação e formação

- Criação e implementação de uma Learning Organization

conteúdos

Conceito de aprendizagem e conhecimento

Teorias de ensino e aprendizagem

Caracterização da formação a distância, do eLearning e do bLearning

 

Learning Organization

Conceito de uma Learning Organization

Gestão da formação e do conhecimento

 

Componentes estratégicos de eLearning e bLearning

eProfessor, Conteúdos, Tecnologia, Sistemas de Interacção, Metodologias, Contextos e Sistemas de Avaliação

Análise de casos e de exemplos reais

 

Tecnologia ao serviço da formação e da educação

Tecnologias de Acesso

Tecnologias de suporte

 

Sistemas de gestão de aprendizagem e conhecimento

Características e Funcionalidades de um LMS, LCMS, LAMS

Ambientes de partilha de conhecimento (Web 2.0)

 

Concepção de conteúdos educacionais multimédia

Análise, Desenho, Desenvolvimento, Testes, Implementação e Avaliação

Normalização de conteúdos

Learning Objects e Editores de Conteúdos multimédia

Desenvolvimento de conteúdos multimédia

Análise de conteúdos já desenvolvidos

Especificação, Criação e Integração de módulos de conteúdos em ambientes de bLearning

Estratégia e implementação de projectos

Estratégia para a implementação de uma Learning Organization

Operacionalização de cursos de formação em ambientes reais e virtuais de ensino/aprendizagem

Evolução e considerações Futuras

Consideração futuras sobra a temática da multimédia na formação e da gestão de conhecimento em organizações

avaliação

Componente Teórica (nota mínina=7) 40%

1 exame final semestre (100%)

 

Componente Teórico-Prática (nota mínina=7) 60%

A componente teórico-prática compreende a realização de avaliação

Contínua:

Assiduidade, participação e envolvimento (20%)

Trabalho teórico-prático 1 (30%)

Trabalho teórico-prático 2 (50%)

requisitos
Conhecimentos sobre tecnologias de autoria multimédia.
metodologia

Para que os alunos adquiram um conjunto de conhecimentos teóricos e práticos no âmbito da Multimédia e Gestão de Conhecimento, serão utilizados vários métodos pedagógicos, nomeadamente: expositivo, interrogativo, demonstrativo e activo, suportados presencialmente, em eLearning e em bLearning.

Para cada um destes métodos, propõe-se uma estratégia pedagógica inovadora, adequada aos objectivos específicos da disciplina, nomeadamente:

Apresentação de slides Power Point, com a respectiva explicação dos conceitos, ao longo de todo a disciplina

Apresentação de fichas de trabalhos (exercícios), tendo em vista uma resolução individual e em grupo, com a respectiva discussão em sala de aula ou no LMS (Learning Management System).

Apresentação de vários conteúdos multimédia (aplicações, páginas web, vídeo e animações).

Utilização prática de um LMS e respectiva operacionalização de cursos de formação (com participação activa dos alunos).

Apresentação de um trabalho de investigação com resolução e apresentação científica, em Grupo.

Apresentação de um trabalho prático, com resolução em Grupo, de modo a especificar um projecto que contemple a área temática da multimédia na educação e na formação.

Apresentação de um exame final, com resolução individual, de modo a aferir a aquisição de conhecimento de cada aluno.

bibliografia base
Santos, A. (2000). “Ensino a Distância e Tecnologias de Informação”, Edição FCA, Lisboa.
bibliografia recomendada

Alessi, M. e Trollip,S. (2001).“Multimedia for Learning – Methods and Development”, 3rd edition, Allyn & Bacon

Capitão, Z. e Lima, J. (2003). “eLearning e eConteúdos – Aplicações das Teorias tradicionais”, Lisboa, Centro Atlântico.

Carré, P. (1992). “L´Autoformation dans la Formation Professionelle”, La Documentation Française, Paris

Chute A., Thompson, M., Hancock, B. (1999). “Distance Learning” The McGraw-Hill Handbook, McGraw-Hill Companies, Inc, USA

Collis, B. (1996). “Tele-Learning in a Digital World”, Int. Thomson Computer Press, LondonCorreia, C. (1999). “Formação Multimédia On-line”, apresentação e publicação durante o Encontro Nacional de Ensino a distância, organizado pelo INOFOR em 25 e 26 de Novembro de 1999, em Lisboa

Driscoll, M. (2002). “Web-Based Training: Creating E-Learning Experiences”, Jossey-Bass Pfeiffer, San Francisco

Duggleby, J. (1002), “Como Ser Tutor On-Line”, Monitor

Figueira, M. (2003). “Concepção de Conteúdos para eLearning”, revista Nov@Formação, nº 1, ano 2, INOFOR, Lisboa

Harrison, N. (1999). “How to design self-directed and distance learning programs”, McGraw Hill, USA

Harvard Business Review (2001). “Learning Organization”

Harvard Business Review (2002). “Organizational Learning”

Horton, W. (2000). “Designing Web-Based Training”, John Wiley and Sons, Inc.

Keegan, D. (1996). “Foundations of Distance Education”, Routledge, 3rd edition, London

Keegan, D. et al. (2002). “e-Learning: o papel dos sistemas de gestão da aprendizagem na Europa”, INOFOR, Colecção de FaD e e-Learning

Lagarto, J. (2002). “Ensino a Distância e Formação Contínua”, INOFOR, Colecção de FaD e e-Learning

Laurel, B. (1996). “The art ok Human-Computer Interface Design”, 10 ª Ed., Addison-Wesley Publishing Company

Lockwood, F. (1995). “Open and Distance Education Today”, Routledge, Londres

Moore, M. (1991). “Theory of Distance Education”, Distance Education Symposium: Selected Papers, Part 3, Pennsylvania State University, USA

Nielsen, Jakob, Usability Engineering, Morgan Kaufmann, 1993

Nov@ FORMAÇÃO, IQF, revista semestral (www.iqf.pt)

Porter, L. (1997). “Creating the Virtual Classroom”, John Wiley & Sons, Inc.

Preece, Jenny, Rogers, Yvonne, Sharp, Helen et al, Human-Computer Interaction. Edinburgh Gate, Essex: Addison-Wesley Publishing Company, 1994

Ramos, F. e Jambeiro, O (2002), “Internet e educação a distância”, EDUFBA

Rosenberg, M (2001) “e-Learning”, Mc, Grow Hill

Rosenberg, M (2005) “Beyond e-Learning”, Mc, Grow Hill

Salmon, G. (2000) e-Moderating. Kogan-Page

Santos, A. (2000). “Ensino a Distância e Tecnologias de Informação”, Edição FCA, Lisboa.

Santos, A. (2003). “A normalização de conteúdos para ambientes de eLearning”, revista Nov@Formação, nº 1, ano 2, INOFOR, Lisboa

Santos, A.; Barbeira, J. (2002). “Desenvolvimento de conteúdos normalizados para ambientes de e-Learning: um estudo de caso na PT Inovação“, 6º Congresso Latino-Amaricano de Informática Educativa – IE 2002, Vigo, Espanha.

Vachey, D. (1998). “Création de Ressources pour Autoformation”, publicação interna do Centre Permanent Informatique (CPI), Lyon

Vários links web (apresentados nas aulas), especialmente o site: www.elearninglisboa2007.com

Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.