durante a mobilidade: prolongamento do período de estudos

O período de estudos ERASMUS, quando inicialmente correspondente ao 1º semestre do ano letivo em curso, poderá ser estendido até ao 2º semestre, desde que o prolongamento seja previamente acordado entre a Universidade de Aveiro e a Instituição de Acolhimento. Nestes casos, é obrigatório que os seguintes princípios sejam respeitados:

» os preparativos e o acordo subsequente, com a assinatura de novo contrato de estudos, sejam formalizados antes do final do período de mobilidade inicialmente previsto, ou seja antes do final do 1º semestre.


» o período de prolongamento deve seguir-se, imediatamente, e sem qualquer interrupção, ao período de estudos em curso, com excepção de férias escolares ou encerramento da entidade de acolhimento.


» Não são permitidos períodos de estudo ERASMUS, com ou sem prolongamento, com duração superior a um ano académico e/ou ultrapassem o período de elegibilidade contratual fixado a 30 de Setembro do ano em causa.


Os alunos que desejem prolongar o seu período de estudos, devem proceder da seguinte forma:


- Contactar o Coordenador Académico na Instituição de acolhimento e o seu Coordenador de Mobilidade na UA, para verificar se o prolongamento é, em princípio, aceitável.


- Se o prolongamento for autorizado, deve, de imediato, informar o Gabinete de Relações Internacionais da UA.


- Proceder à alteração do plano de estudos, preparando os documentos Learning Agreement for Studies e Contrato Pedagógico, seguindo, com exatidão, os passos indicados no procedimento para alterações ao plano de estudos original.


Logo que toda a documentação estiver finalizada, devidamente assinada por todas as partes e selada, o GRI informá-lo-á se será possível candidatar-se ao prolongamento da Bolsa ERASMUS, caso a mesma lhe tenha sido atribuída anteriormente. Se as condições orçamentais dispostas na convenção financeira o permitirem, o aluno deverá enviar o documento de candidatura necessário, a disponibilizar pelo GRI.


Para os estudantes que realizam o período de estudos ERASMUS durante um ano académico ou no 2º semestre, não é permitido o prolongamento do período de estudos, já que, como referido anteriormente, não são permitidos períodos de estudo ERASMUS, com ou sem prolongamento, com duração superior a um ano académico e/ou ultrapassem o período de elegibilidade contratual fixado a 30 de Setembro do ano em causa.
última atualização a 15-05-2015
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.