Programa ERASMUS

Copyright European Commission
Programa ERASMUS
 
ERASMUS é um programa de financiamento europeu dedicado a estudantes, docentes e instituições de ensino superior e do ensino profissional avançado, na União Europeia e em alguns países associados. Procura promover a cooperação entre instituições através do financiamento de projetos multilaterais, redes temáticas e através do muito conhecido programa de intercâmbio de estudantes. Com estas atividades, as instituições de ensino e de aprendizagem, os estudantes e os docentes são convidados a reforçar o seus contributos no processo de inovação a nível europeu. ERASMUS é um sub-programa do programa «Aprendizagem ao Longo da Vida».
  erasmus gif

Mobilidade

A mobilidade individual de estudantes e docentes desempenha um papel fundamental no estabelecimento do Espaço de Ensino Superior Europeu. As instituições que participam no programa Erasmus são chamadas a promover um cada vez maior aumento da mobilidade, a fim de atingir o objetivo de 3 milhões de estudantes Erasmus até 2012. Uma forte ênfase é colocada na preparação linguística e no apoio aos estudantes Erasmus, para otimizar a qualidade do período de mobilidade e reforçar o multilinguismo e a diversidade linguística no Ensino Superior Europeu. Para além da mobilidade de estudantes e docentes, as instituições de ensino podem candidatar-se à organização de Programas Erasmus Intensivos (IP - ERASMUS Intensive Programmes) que poderão facilitar o desenvolvimento de práticas inovadoras em matéria de educação e formação a um nível terciário, e a sua transferência, nomeadamente de um país participante para outros países.

Projetos Multilaterais e Redes Temáticas

As instituições de ensino superior e do ensino profissional avançado podem liderar ou integrar redes europeias de cooperação transnacional, para participar em projetos multilaterais que contribuam para o desenvolvimento do espaço europeu de ensino superior: desde projetos de desenvolvimento curricular, a projetos que explorem a cooperação entre IES e empresas, ou projetos de campus virtuais que explorem o uso das TIC na aprendizagem superior, entre outros temas. As instituições podem igualmente participar em redes temáticas, que podem ser redes académicas, desenhadas para promover a inovação numa disciplina específica, grupos de disciplinas ou areas multidisplinares, ou redes estruturais desenhadas para ajudar a melhorarar e modernizar aspetos específicos da organização, gestão, governação e financiamento das IES.

Como participar

Mobilidade de Estudantes

A UA organiza um concurso anual de acesso ao programa ERASMUS (as chamadas «pré-candidaturas»), que decorre entre Fevereiro e Março, para intercâmbios que terão lugar no ano letivo seguinte. Os interessados devem consultar as informações disponívies neste site, dando especial atenção ao «Guia do Candidato ERASMUS».

Mobilidade de Docentes

A mobilidade de docentes entre instituições de ensino superior europeias é incentivada através da concessão de apoio financeiro comunitário para a realização de missões de ensino, que têm normalmente a duração de uma semana (ou um mínimo de 8 horas de aulas). As candidaturas, que devem ser apresentadas ao Gabinete de Relações Internacionais, estão abertas em permanência até ao esgotar dos fundos.| mais info |

Mobilidade de não docentes

A mobilidade de funcionários (docente e não docente) é incentivada através da concessão de apoio financeiro comunitário para a realização de formação in situ que normalmente tem a duração de 1 semana e se realiza numa instituição de ensino superior estrangeira. As datas de candidaturas serão anunciadas.

Programas Intensivos (IP)

As Instituições de Ensino Superior podem candidatar-se para organizar Programas Intensivos Erasmus a nível multilateral. A duração dos programas é de 10 dias a 6 semanas. As candidaturas devem ser apresentadas à Agência Nacional para o Programa Aprendizagem ao Longo da Vida.

Projetos Multilaterais

As candidaturas a Projetos Multilaterais devem ser submetidas à Education, Audiovisual & Culture Executive Agency.

Redes Temáticas

As candidaturas a Projetos Multilaterais devem ser submetidas à Education, Audiovisual & Culture Executive Agency.

última atualização a 03-01-2013
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.