IEUA Sharing

1ª Temporada - 9ª Edição




Inovação em Saúde
Luís Portela, Chairman BIAL

4 de junho 2012, IEUA


Nascido em 1951, Luís Portela é licenciado em Medicina pela Universidade do Porto. Exerceu atividade clínica e foi docente universitário no início da sua carreira optando, aos 27 anos, por se dedicar ao laboratório farmacêutico fundado pelo avô em 1921 –  Bial –  do qual foi CEO de 1979 a 2011, passando então a Chairman. Sob a sua presidência, em cerca de trinta anos, a Bial foi a primeira empresa farmacêutica de origem portuguesa a chegar ao mercado internacional, operando atualmente em cerca de 50 países.


No Grupo Bial criou e desenvolveu dois Centros de Investigação, um na Trofa e outro em Bilbau, onde trabalham atualmente 119 pessoas. Em 1994, criou conjuntamente com os Laboratórios Bial e o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, a Fundação Bial, tendo como objetivo incentivar a investigação centrada sobre o Homem, tanto sob os aspetos físicos como sob o ponto de vista espiritual.


Luís Portela foi vice-presidente da Fundação de Serralves e membro da direção da COTEC Portugal. Aos quarenta anos foi condecorado pelo Presidente da República como Comendador da Ordem do Mérito e aos cinquenta com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito. Foi distinguido como Doutor Honoris Causa pela Faculdade de Medicina de Cádis, Espanha, e pela Universidade do Porto. Em 1998 foi galardoado com o Prémio de Neurociências da Louisiana State University, nos EUA, e em 2008 como Empresário do Ano pelo Rotary International. Em 2009 foi eleito Académico Correspondente pela Academia Portuguesa de Medicina e Personalidade do Ano pelo Jornal de Negócios. Atualmente é presidente do Conselho Geral da Universidade do Porto e do Health Cluster Portugal.





Jornal UA Online


última atualização a 20-07-2017
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.