o 6 FIPA - Fórum Internacional do Património Arquitetónico terá como tema principal " A Preservação da Multiculturalidade no Património Cultural" e realizar-se-à no Mosteiro da Batalha  de 22 a 24 de maio de 2019, com a organização conjunta da Universidade de Aveiro (Coordenação), a Direção Geral do Património Cultural (DGPC), o Município da Batalha, o Mosteiro da Batalha, contando ainda com o apoio na organização dos parceiros do Brasil: IAB, IPHAN, CAU e UIA2020.


A protecção do Património Arquitetónico e Cultural envolve o reconhecimento de interesse público do que se pretende proteger e uma maior exigência nas intervenções desde a fase de investigação até à de intervenção ou promoção e gestão.
No presente, observam-se grandes migrações decorrentes de situações instáveis em alguns países, quer pela guerra, quer por questões políticas ou financeiras. As alterações demográficas que daí advêm colocam na ordem do dia o desafio de preparar uma visão mais abrangente de uma Educação para o Património sem fronteiras e o reconhecimento de que o Património Arquitectónico encerra em si identidades culturais que devem ser preservadas e não uniformizadas. Interessa olhar para o passado, compreender os modos de apropriação da cultura, técnicas construtivas e arquitectónicas, que representam o contributo dos antigos movimentos migratórios. Interessa conhecer para saber apreciar e saber intervir.

Os ciclos migratórios entre Portugal e o Brasil, no passado, não se reduziram a isso, tendo ambos os países recebido influências culturais de países europeus, asiáticos e africanos. Interessa assim, conhecer, compreender este legado, definir intervenções criteriosas e qualificadas e saber geri-lo dentro da sua especificidade. Este é o mote da 6ª edição do Fórum Internacional do Património Arquietónico Portugal / Brasil. Este pretende debater os registos de multiculturalidade presentes em muito do Património Arquitectónico, de que forma esta particularidade deve ser gerida e promovida, para além das condições técnico-científicas que exigem abordagens específicas nas operações de restauro, conservação e reabilitação.


A 5ª edição FIPA realizou-se nos dias 23 a 24 de maio de 2018 no Museu Histórico Nacional e no Paço Imperial no Rio de Janeiro, Brasil, com a organização conjunta do IAB-Campinas, IPHAN, IAB-Rio, POSURB, UIA 2020 e Universidade de Aveiro (Portugal), sob o tema "Todos os Mundos - Re-uso do Património": https://www.5fipa.com/


O 4º Fórum Internacional do Património Arquitetónico Portugal/Brasil realiza-se nos dias 25 e 26 de maio de 2017, no Mosteiro de Pombeiro, que integra a Rota do Românico, sob organização da Universidade de Aveiro, a Rota do Românico e a parceria do Instituto dos Arquitetos do Brasil - Núcleo de Campinas e a Pontifícia Universidade Católica de Campinas.


A 3ª Edição realizou-se em 2016 na Pontifícia Universidade Católica de Campinas com a organização conjunta com o IAB-Campinas e a Universidade de Aveiro (Portugal).


A 2ª Edição realizou-se na Universidade de Aveiro em 2015 com a organização conjunta com o IAB Campinas e a APRUPP. 


A 1ªEdição  ocorreu em Outubro de 2014 em Campinas, São Paulo com a organização principal do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB) - Núcleo de Campinas e com colaboração da Universidade de Aveiro.


O Fórum é uma oportunidade de debate bilateral dirigido aos técnicos, comunidade científica, empresas, agentes culturais, Câmaras Municipais, instituições ligadas à preservação e manutenção do Património e a todos os interessados por este tema. Os dois dias do Fórum terão momentos de debate para uma participação mais alargada. O primeiro dia será pautado pela intervenção das entidades responsáveis e promotoras das ações de dinamização, financiamento e regularização das intervenções no património. O segundo dia pela apresentação de casos, como exercícios de boas práticas e reflexões de natureza técnica.


O Fórum pretende divulgar e debater o trabalho que tem sido desenvolvido nos 2 países em torno do Património edificado, a sua manutenção, reabilitação e dinamização como processo de criação de valor. Terá como objetivo principal a partilha de saberes e experiências ao nível técnico, científico e cultural que permitirá consolidar ações conjuntas, parcerias e, ainda, o debate em torno das políticas culturais relativas à gestão do Património, com especial enfoque na ligação entre Portugal e o Brasil e o seu  legado comum.

                                                                                                                                                                                  

            




Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.