Grupo de Espetrometria de Massa

O grupo de Espetrometria de Massa, desde a sua formação em 1978, tem constituído uma referência nacional e adquirido reconhecimento internacional nesta área. Desenvolveu no seu início, em estreita colaboração com os melhores grupos de Espetrometria de Massa internacionais, dos primeiros trabalhos de investigação de fragmentação e química em fase gasosa usando espetrometria de massa. Já na década de 90 destacam-se os estudos em fase gasosa de determinação de afinidades protónicas, a caraterização estrutural de compostos orgânicos e os primeiros estudos na área biológica do stress oxidativo em particular de fosfolípidos, estudos pioneiros que ainda hoje se desenvolvem e são uma marca do Grupo.


Sem esquecer trabalhos de química em fase gasosa e a elucidação de estruturas e propriedades físico-químicas de compostos com interesse na atualidade como são os líquidos iónicos, no virar do século dirige a sua atividade mais para a área biológica. Deverão ser realçados os estudos de natureza fundamental com interesse na área da Biologia, como os de interação não covalente de compostos orgânicos neutros e catiónicos e de complexos metálicos com ácidos nucleicos ou a caraterização estrutural de hidratos de carbono, e os de natureza mais aplicada à Biomedicina. A investigação na área biomédica centra-se no estudo e compreensão de processos bioquímicos, fisiológicos e patofisiológicos em modelos humanos, animais e celulares. Destacam-se os vários estudos in vitro e in vivo em stress oxidativo para a identificação, com sensibilidade ao nível biológico, de produtos de oxidação radicalar de lípidos, fosfolípidos e proteínas, no estudo das alterações do metabolismo mitocondrial em diferentes condições patofisiológicas e o desenvolvimento da área da proteómica, em particular de fluidos biológicos como a saliva e a urina. Pode afirmar-se também que foram pioneiros no desenvolvimento da proteómica em Portugal. As metodologias e saber desenvolvidos permitiram nos últimos anos o desenvolvimento de intensa atividade na procura de biomarcadores em doenças como a diabetes tipo 1, os cancros da cabeça, do pescoço e da bexiga e explorado potenciais novas vias terapêuticas, em particular no estudo dos recetores de estrogênios ERß, na área do cancro da mama, cuja estimulação inibe o processo de proliferação e invasão. Mais recentemente a Lipidómica tornou-se uma área de referência do grupo na identificação e determinação de perfis lipídicos em condições fisiopatológicas. A análise e integração de dados provenientes da lipidómica e da proteómica tem permitido aumentar o conhecimento dos processos biológicos subjacentes a mecanismos fisiopatológicos e será com certeza determinante na descoberta de novos marcadores para diagnóstico prognóstico e acompanhamento terapêutico.



MEMBROS INTEGRADOS

Francisco Manuel Lemos Amado
Ana Maria Clemente Fernandes
Maria do Rosario Gonçalves dos Reis Marques Domingues
Pedro Miguel Dimas Neves Domingues
Bruno Miguel Rodrigues das Neves
Rita Maria Pinho Ferreira   
Ana Isabel Martins Novais Padrão

Ana Luísa dos Reis Pereira

Catarina Isabel Vicente Ramos
Eliana Sousa Cruz Ferreira Alves
Joana Sá Ramalho Simões
José Alexandre Ribeiro de Castro Ferreira
Maria Elisabete Maciel
Sofia de Morais Correia Pereira Guedes



COLABORADORES

Luisa Alejandra Helguero Shepherd
Rui Miguel Pinheiro Vitorino

última atualização a 13-10-2015
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.