histórico

O Departamento de Engenharia Civil da Universidade de Aveiro foi criado em 1996. Tratando-se de um departamento recente o seu corpo docente cresceu até ter estabilizado na dimensão atual. Durante este período, os investigadores do Departamento foram membros de diferentes unidades de investigação nacionais, internas e externas à Universidade de Aveiro, a maioria dos quais muito bem classificadas. Os membros do RISCO pertenciam às seguintes Unidades de Investigação e Laboratórios Associados:

LABEST - Laboratório da Tecnologia do Betão e do Comportamento Estrutural - Muito Bom (4 membros)

CICECO - Centro de Investigação em Materiais Cerâmicos e Compósitos, Laboratório Associado - EXCELENTE (1 membro)

CESAM - Centro de Estudos do Ambiente e do Mar, Laboratório Associado - EXCELENTE (1 membro)

GeoBioTec - Geobiociências, Geotecnologias e Geo-engenharias - Muito Bom (4 membros)

CEC - Centro de Estudos para a Construção - Bom (4 membros)

TEMA - Centro de Tecnologia Mecânica e Automação - Excelente (2 membros)

Considerando a qualidade do trabalho realizado pelo corpo docente do Departamento de Engenharia Civil da Universidade de Aveiro na área de alguns tipos de riscos, da sustentabilidade na construção e da conservação e restauro do património construído, foi criada uma nova Unidade de investigação, RISCO - riscos e sustentabilidade na construção, com sede neste Departamento sendo organizada em três linhas temáticas importantes:
i) Riscos no ambiente construído;
ii) Sustentabilidade na construção;
iii) Reabilitação e conservação do património construído.

Durante o período de 2008 a 2012, 14 membros integrados desta nova Unidade de Investigação publicaram 171 artigos científicos em revistas internacionais indexadas no ISI ou SCOPUS, resultando numa média de 2,44 artigos por ano por membro doutorado. Durante o mesmo período, os investigadores foram responsáveis por 2 166 k € de financiamento concedido a partir de projetos de investigação europeus e nacionais e da indústria nacional.

As três linhas de investigação estão relacionadas e foram criadas tendo em conta as principais atividades dos membros integrados no período de 2008 a 2012 e o novo programa-quadro comunitário de investigação e inovação, Horizonte 2020, para o período 2014-2020, bem como as necessidades definidas a nível do plano regional. A maioria dos membros têm contribuições que podem ser enquadradas em mais de uma das linhas temáticas de investigação devido à sua interligação e participação conjunta em projetos de investigação em curso. Foi dada uma atenção especial à produção científica dos últimos anos, dos membros da unidade RISCO, a fim de garantir que existia uma base sólida para a contribuição nas referidas linhas de investigação.

O número de teses de doutoramento concluídas, supervisionadas pelos membros integrados da unidade Risco, durante o período de 2008 a 2012 foi de 24. Um novo Programa Doutoral FCT InfraRisk - Análise e Mitigação de Riscos em Infraestruturas foi aprovado, envolvendo uma parceria entre quatro universidades, a Universidade de Lisboa, Universidade do Porto, a Universidade do Minho e a Universidade de Aveiro, bem como o Laboratório Nacional de Engenharia Civil. Investigadores da unidade RISCO estão diretamente envolvidos neste Programa de Doutoramento que tem como objetivo analisar os principais riscos associados a vários perigos naturais mais comuns ou de maior importância.


última atualização a 13-04-2015
Serviços à comunidade

 decivil

 

Financiamento

 fct

Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.