Objetivos

A unidade de investigação RISCO - RIscos e Sustentabilidade na COnstrução iniciou, formalmente, a sua atividade em janeiro de 2015. Sediada no Departamento de Engenharia Civil (DECivil) da Universidade de Aveiro, a maioria dos seus membros pertencem ao DECivil. As origens da unidade de investigação remontam a 2011, quando o DECivil decidiu organizar a sua investigação em três áreas de investigação que foram consideradas extremamente relevantes para os próximos anos: i) riscos no ambiente construído; ii) sustentabilidade na construção; e iii) conservação e reabilitação do património construído. O processo formal de criação da RISCO teve início em 2013, quando a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) lançou um convite à criação e avaliação de unidades de investigação. Nessa altura, a RISCO tinha uma equipa constituída por 24 membros doutorados, dos quais 17 eram membros integrados.

O trabalho de investigação ao qual a RISCO se dedica é centrado no domínio da Engenharia Civil, mas também abrange investigadores de áreas afins, como a engenharia mecânica, de materiais ou ambiental, bem como da arquitetura. De facto, a RISCO visa reunir diferentes áreas de conhecimento, a fim de garantir a interação interdisciplinar necessária para alcançar a excelência da produção científica e de transferência de tecnologia nos domínios a que se dedica e cuja importância na atualidade é inegável. Para atingir este último objetivo, esta unidade de investigação procura agregar a indústria da construção e outras empresas interessadas na produção científica proveniente do trabalho de I&D.


A investigação realizada na RISCO visa contribuir, de forma integrada, para o desenvolvimento de Cidades Sustentáveis ​​e Resilientes que sejam capazes de enfrentar desafios naturais e societais, nomeadamente relacionados com mudanças climáticas, escassez de recursos ou pressão urbana. Como a RISCO é principalmente uma unidade de investigação em Engenharia Civil, o seu objetivo geral está centrado em tornar as Cidades Sustentáveis ​​e Resilientes e em criar condições de bem-estar aos seus habitantes através de construções seguras, ecológicas, eficientes e duráveis. A busca por esse objetivo envolve aspetos que vão desde a preservação de soluções tradicionais e proteção patrimonial até à integração de tecnologias emergentes na construção. Os desenvolvimentos científicos variam de uma escala urbana / territorial à escala muito local e específica do desenvolvimento de materiais. Os tópicos científicos abrangem a integridade estrutural, bem-estar e proteção ambiental, eficiência energética e hídrica e os materiais inteligentes e ecoeficientes.


Para atingir este objetivo geral, foram definidos três objetivos específicos para o período 2018-2022, baseados nas três linhas temáticas de investigação anteriormente definidas para o período 2013-2017: i) avaliação e mitigação de riscos no ambiente construído; ii) uso eficiente de recursos no ambiente construído; e iii) conservação e reabilitação do património construído. O primeiro objetivo inclui a avaliação de risco e metodologias de gestão, monitoramento e intervenção, o aumento da vulnerabilidade devido ao envelhecimento, a adaptação às alterações climáticas, bem como avaliação e mitigação de efeitos de riscos naturais e acidentais, tais como, incêndios, sismos e inundações. O segundo objetivo abrange aspetos relacionados com a eficiência no uso de matérias-primas, energia e água em materiais de construção, processos e sistemas, bem como, na operação e gestão do ambiente construído durante o seu ciclo de vida. O terceiro objetivo envolve o estudo de materiais e técnicas tradicionais, a definição de critérios de compatibilidade, bem como de diretrizes com vista à sua utilização/aplicação em obras de conservação e reabilitação do património construído. Procura-se assim garantir que essas intervenções são pouco intrusivas, eficientes no uso de recursos endógenos e que preservam a autenticidade e integridade do património construído.


última atualização a 24-10-2018
Services to the Community

 decivil

Funding

 fct

Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.