Francisco Madeira Luís


Francisco Madeira Luís


Nascido a 18 de Abril de 1933, Francisco Madeira Luís empreendeu várias atividades relacionadas com a ação cultural, participando no planeamento e na execução de ações de difusão e de animação sociocultural.

Foi membro de inúmeras associações e de movimentos cívicos, sempre com o objetivo de concretizar projetos propiciadores de formação, de investigação e de ação nas áreas da cultura. Foi ainda impulsionador de iniciativas locais para criação de emprego, para combate ao insucesso escolar, para implementação de políticas locais de salvaguarda do património edificado, para valorização e preservação do património industrial, entre outros.

Entre as várias funções desempenhadas ao longo da sua vida, foi a partir dos anos 60 que iniciou uma recolha de documentação gráfica orientada para as áreas do Teatro e das Artes Plásticas, com destaque para os cartazes. Na década de 70, e já como técnico da Direcção Geral de Acção Cultural, consegue de modo institucional e sistemático dar continuidade ao projecto de recolha de cartazes, reunindo cerca de 150.000 exemplares, destinados a várias Bibliotecas da Rede Pública, para estudo, fruição e conhecimento. A par com esta recolha, reúne de igual modo material da produção pré-industrial nos domínios do vidro, da cerâmica e do ferro fundido, sendo membro activo da Associação Portuguesa de Arqueologia Industrial.

Madeira Luís escolheu a cidade de Aveiro, e especificamente a sua Universidade, para doar os acervos de uma vida multifacetada, reconhecendo nesta cidade de média escala e na sua Universidade, as condições indispensáveis para a valorização e difusão do valor intrínseco das coleções constituídas, projectando-as no âmbito de interesses futuros.

voltar

última atualização a 27-02-2018
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.