sobre o museu da universidade de aveiro

A Universidade de Aveiro é detentora de variadas coleções, as quais têm vindo a integrar o seu património desde 1995. Provêm, na sua maior parte, de doações de particulares e são constituídas por milhares de objetos que se agrupam, genericamente, em coleções de artes plásticas, artes gráficas, vidro, cerâmica, madeira, ferro e música.

O primeiro passo para a criação destas reservas museológicas surgiu com a doação da pintora francesa Hélène de Beauvoir (em 1995) de um conjunto de pinturas, esquissos e gravuras que maioritariamente retratam paisagens e cenários do quotidiano português, fruto da sua permanência em Portugal nos anos 40 do século XX.

O grande contributo surgiu com as coleções de vidro, cerâmica e cartazes que constituíram a maior doação à Universidade. O doador, o colecionador Francisco Madeira Luís, assinou um protocolo com a Universidade de Aveiro, em 2001, transferindo para a UA milhares de cartazes, maioritariamente portugueses. Doou também uma vasta coleção de vidro e cerâmica, assim como vários objetos de madeira e ferro. Mais tarde, juntou a esta doação uma coleção de gravuras da antiga Sociedade de Gravadores Portugueses.

A UA também recebeu outras coleções e espólios pessoais. Em 2005, José Duarte doou a sua coleção de Jazz (discos de vinil, livros, revistas, CDs, entre outros); em 2010, Elvira de Freitas doou o espólio de seu pai, o compositor português Frederico de Freitas (partituras, correspondência, fotografias, revistas, recortes de imprensa, etc); em 2012 foi recebida a coleção de discos de goma-laca de 78 rpm do colecionador e editor José Moças e, em 2014 a doação de Aldónio Gomes composta maioritariamente por livros, selos, fotografias e bilhetes-postais.

Mais recentemente, em 2013, o “violeiro” Eng.º Joaquim Domingos Capela doa à UA parte da sua coleção de instrumentos musicais e guarda-joias. Nesse ano, juntaram-se ao conjunto destas coleções as peças provenientes de intervenções e achados arqueológicos realizados em anos anteriores, sendo que algumas não se encontravam depositadas na Universidade. Este conjunto deu origem à coleção de Cerâmica Arqueológica.

Os Serviços de Biblioteca Informação Documental e Museologia da Universidade de Aveiro integraram desde 2009 uma área ligada à museologia, cujos colaboradores executam tarefas no sentido de conservar e preservar, inventariar, investigar e divulgar o património adquirido e doado à Universidade ao longo dos anos.
última atualização a 26-02-2018
sobre_museu
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.