40 anos da UA
via aberta

informação para...
 

Nota Introdutória

A missão do Centro de Tecnologia Mecânica e Automação (TEMA) é primar pela excelência científica e tecnológica, de acordo com as necessidades da sociedade Portuguesa e suas indústrias.


Indústrias de manufatura e de processos deparam-se atualmente com desafios de competitividade sem precedentes. As empresas devem disponibilizar novos produtos e soluções a um ritmo cada vez maior, sendo ao mesmo tempo flexíveis para se adaptar às variações das condições de mercado a igual passo. O TEMA está a ciente dos grandes desafios da atualidade, não só os científicos mas também os societais que são um dos pilares do programa H2020, e por isso aposta fortemente da disseminação dos seus trabalhos de investigação em revistas científicas internacionais de elevado fator de impacto. Com base nesta estratégia, um esforço maior tem vindo a ser feito para que mais dos seus membros integrem equipas de projeto, consórcios nacionais e internacionais, redes científicas estratégicas assim como em eventos de comunicação e disseminação.


Embora mantenha na sua essência a investigação e desenvolvimento na engenharia mecânica clássica, o TEMA acompanha a sua evolução de encontro a novas áreas, nomeadamente, nano e biotecnologia, de forma a garantir um forte foco na investigação fundamental em diferentes áreas de intervenção. De forma a garantir os objetivos a que se propõe na sua missão o TEMA está dividido em 6 grupos de investigação distintos:

  • O Grupo de Energia Aplicada (GAE) aborda temáticas de convecção termodinâmica, fontes de energia alternativa, mecânica dos fluidos e termofluídos avançados;
  • O Grupo de Tecnologia de Transportes (TT) trabalha nas áreas de sistemas de transporte integrados e sustentáveis, impacto de sistemas de transporte e estudo de ciclos de vida de veículos de combustíveis alternativos;
  • O Grupo de Engenharia Mecânica Avançada (GAME) desenvolve trabalho experimental e teórico relativo a processos de formação, fratura interlaminar de compósitos, adesivos estruturais e ensaios mecânicos;
  • O Grupo de Investigação em Nanotecnologia (NRD) foca-se na investigação e desenvolvimento de nanomateriais inovadores para aplicações médicas, biológicas, energéticas, eletrónicas e tribológicas;
  • O Grupo de Biomecânica (GIBUA) desenvolve modelos computacionais e experimentais relativos a biomecânica e ao desenvolvimento de dispositivos médicos;
  • O Grupo de Investigação e Desenvolvimento de Software (GRIDS) é responsável por desenvolver soluções computacionais em varias frentes tais como formabilidade de materiais, materiais compósitos, otimização numérica, mecânica da fratura, estabilidade estrutural, instrumentação e controlo.


Com a sua multidisciplinaridade baseada em engenharia mecânica, o TEMA engloba todos os seus grupos de forma profissional, coerente e síncrona na sua gestão que tem por base os pilares estratégicos da excelência científica, e o alinhamento com as necessidades industriais e societais do seu meio.

última atualização a 13-07-2017
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.