Projetos UATEC

A Unidade de Transferência de Tecnologia da Universidade de Aveiro é parceira em vários projetos, tanto de âmbito nacional, como de âmbito internacional, a saber:

Projetos em Execução:







Consolidação da IERA e mobilização do ecossistema empreendedor da Região de Aveiro

CENTRO-51-2015-01

Objetivo principal:

O projeto “Consolidação da IERA e mobilização do ecossistema empreendedor da Região de Aveiro”, financiado pelo CENTRO 2020, visa dar continuidade e reforçar as diversas iniciativas desenvolvidas no âmbito do anterior projeto PAVEI – Plataforma para Apoio e Valorização do Empreendedorismo e da Inovação, um programa de promoção conjunta do empreendedorismo e da inovação social, num processo colaborativo entre os diversos atores regionais envolvidos na promoção do empreendedorismo.

Região de intervenção: Centro

Entidades beneficiárias: 
Universidade de Aveiro

Data da aprovação: 04-08-2016
Data de início: 01-01-2016
Data de conclusão: 31-12-2017
Custo total elegível: 266.974,91 EUR
Apoio financeiro público nacional/regional: FEDER – 266.928,67 EUR

Trata-se de um projeto individual submetido pela Universidade de Aveiro, o qual visa a dinamização do funcionamento da rede Incubadora de Empresas da Região de Aveiro – IERA e dos seus 11 polos municipais, e conta com o apoio da AIDA - Associação Industrial do Distrito de Aveiro e da CIRA – Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, estando estruturado nos seguintes 4 eixos:

Eixo 1 – Dinamização de novas iniciativas empresariais; 
Eixo 2 – Promoção da consolidação empresarial;
Eixo 3 – Promoção e comunicação da operação;
Eixo 4 – Gestão e monitorização. 

Mais informações aqui 








Inter Aveiro – Internacionalizar a Região de Aveiro

CENTRO-52-2015-01

Objetivo principal:

Afirmar Aveiro como região empreendedora e competitiva ao nível do conhecimento, produtos e serviços de valor acrescentado promovendo-a como centro de saber-fazer, evidenciando dinâmica empresarial e conhecimento produzido através de intercâmbios empresariais e entre entidades do Sistema Científico e Tecnológico, recorrendo aos empresários da diáspora enquanto embaixadores e interlocutores privilegiados com os mercados nos quais exercem atividade.

Região de intervenção: Centro

Entidades beneficiárias:
Promotor principal: Associação Industrial do Distrito de Aveiro;
Parceiros: Universidade de Aveiro e Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro
Data da aprovação: 03-05-2015
Data de início:  01-01-2016
Data de conclusão: 31-12-2017
Custo total elegível: 420.856,08 EUR
Apoio financeiro público nacional/regional: FEDER – 357.727,67 EUR

O projeto Inter Aveiro – Internacionalizar a Região de Aveiro é liderado pela AIDA - Associação Industrial do Distrito de Aveiro em parceria com a UA – Universidade de Aveiro e a CIRA – Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro. Com este projeto, os beneficiários querem afirmar Aveiro enquanto região exportadora por excelência, através do aumento da competitividade internacional das suas empresas (com ênfase nas relações de parceria com a diáspora portuguesa e luso descendentes nos mercados alvo), e da realização de iniciativas que atraiam investimento e efetuem uma ligação bem-sucedida entre o sistema, a rede de conhecimento existente na Região e as empresas. Mais especificamente, pretende-se potenciar o sucesso da Internacionalização das PME da região de Aveiro, aumentar o seu conhecimento sobre os mercados internacionais (em especial os da diáspora portuguesa) e promover iniciativas coletivas de cooperação interempresarial. De referir que os mercados da diáspora portuguesa escolhidos para desenvolver este projeto foram: França, Alemanha, EUA, Canadá, Brasil e Moçambique.

Para mais informações aqui



A Universidade de Aveiro, em parceria com a Universidade do Porto e a Associação Universidade-Empresa para o Desenvolvimento da Universidade do Minho (TecMinho) dinamizam, desde abril de 2016, o projeto NOE – Noroeste Empreendedor.

Este projeto, financiado pelo COMPETE 2020, tem como objetivo estratégico apoiar de forma eficiente os empreendedores da Região Noroeste de Portugal, através da disponibilização de um conjunto de iniciativas, ferramentas e mecanismos que permitem auscultar, validar, implementar e acelerar ideias de negócio, com vista à criação de novas empresas, orientadas para o mercado global, em setores considerados emergentes. Este apoio resulta da experiência e know-how das três Universidades que, no âmbito deste projeto, irão unir esforços na prossecução de um objetivo comum.

Com a implementação do NOE pretende-se garantir um acompanhamento efetivo e constante aos empreendedores, através da disponibilização de serviços de consultoria e mentoria, bem como através do acesso a redes e parceiros com conhecimentos e experiências reconhecidos no mercado.




O projeto TuRBO-SUDOE - Desenvolvimento, validação e demonstração de um modelo baseado numa rede de “Transference Brokers” para a transferência de tecnologia direta entre centros de I&D e empresas no território SUDOE, financiado pelo programa INTERREG SUDOE, reúne 5 centros geradores de Conhecimento, por um lado (4 universidades - Universidad de Burgos (ES), Universidad de Málaga (ES), Universidade de Aveiro (PT), Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (PT) e um centro de I&D - Energylab (ES)) e 3 associações empresariais (1 federação empresarial - FEDACOVA (ES) e 2 clusters empresariais - CAAR (ES) e Mecanic Vallée (FR)), solicitadores de tecnologia em 3 sectores estratégicos do espaço SUDOE, como são o Agroalimentar, Automóvel e o da Energia/TIC (transversal). Completa o consórcio KIMBcn, especialista global em formação e transferência de tecnologia. Todos eles enfrentam um desafio comum: melhorar os processos de transferência de tecnologia com o propósito de facilitar a exploração comercial do conhecimento gerado no espaço SUDOE, estimulando a participação do setor privado mediante o alinhamento das atividades de I+D (oferta) com as atividades empresariais (procura).

O objetivo principal é atuar neste interface investigação-mercado e tornar efetiva e sustentável essa transferência mediante o desenho, validação e demonstração de uma nova figura que fará a ponte entre ambos os lados: o Transference Broker (TB).

O aspeto inovador do projeto radica na sua demonstração em ambiente real, pois será desenvolvido para 3 setores estratégicos para o espaço SUDOE e para as estratégias RIS3 das regiões, facilitando, além disso, a sua replicabilidade noutros espaços e com outras entidades.

Este projeto é gerido e implementado na UA pela UATEC – Unidade de Transferência de Tecnologia e terá a duração de 3 anos, com início no passado dia 01-07-2016 e conclusão no dia 30-06-2019.

Para obter mais informações sobre este projeto, pode consultar o seu site disponível em http://www.turbo-sudoe.eu/ ou contactar a UATEC através dos seguintes contactos:

Ana Teresa Pinto
e-mail: uatec@ua.pt
telefone: 234 247 065



Projetos Executados:

O projeto INESPO II é uma iniciativa apoiada pelo POCTEC (Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Portugal-Espanha), no qual a Universidade de Aveiro é uma das entidades parceiras, juntamente com as Universidades da Região Centro (Coimbra e Covilhã), de Castilla y Léon (Salamanca, Valladolid, Léon) e do CEC/CCIC.

Tem por base uma metodologia que se verificou ser um sucesso no anterior INESPO e tem como principal objetivo incrementar a cooperação entre as Universidades do Centro e de Castela e Leão, na área do Empreendedorismo e da Transferência de Tecnologia. No âmbito deste projeto são dinamizadas diversas ações integradas nas seguintes atividades:

  • Propriedade Industrial e Intelectual;

  • Empreendedorismo;

  • Centro de Recursos Innotransfer para a Inovação e o Empreendedorismo;

  • Valorização Tecnológica.

Para mais informações consultar o sítio web do projeto em http://www.innotransfer.eu/



O GAPI 3 conta com a participação da Universidade de Aveiro,>TecMinho – Associação Universidade – Empresa para o Desenvolvimento da Universidade do Minho, da Universidade de Coimbra, da Universidade de Évora e da Universidade do Porto, sendo coordenado pelo Instituto Pedro Nunes.

Este projeto tem como principal objetivo promover o espírito empresarial e a criação de empresas inovadoras e com uma forte vertente tecnológica, junto de alunos e jovens investigadores pertencentes ao universo do Sistema Científico e Tecnológico. 

O objetivo será prosseguido através do fomento das competências necessárias aos empreendedores para a concretização de ideias e projetos, pela transferência de tecnologia e geração de empresas spin-off universitárias, e com a promoção da inovação como forma de afirmação no(s) mercado(s) das empresas de base tecnológica e científica criadas.

Para mais informações consultar o sítio web do projeto em http://gapi3.ipn.pt/


missao

O projeto Uni-Key é liderado pela Universidade Hochschule Fulda (Alemanha), tendo como parceiros a Universidade de Aveiro (Portugal), CCITABEL Belgian-Italian Chamber of Commerce (Bélgica), Instituto Tecnológico de Canarias (Espanha), Kruger to Canyon Biosphere (África do Sul), WOW GROUP S.A. (Grécia), CONSORZIO C.E.S.A.F. S.c. (Itália), Anne Fox (Dinamarca).

A abordagem inicial do Uni-Key é a de receber estudantes/licenciados que se encontram em período de mobilidade entre uma Universidade-Empresa da UE, nomeadamente através de um programa de Erasmus. O Uni-Key identifica situações-chave durante o período temporal do estágio e transforma-as em situações-chave de aprendizagem empreendedora, ou seja, a formação das competências empreendedoras aplica-se nas situações práticas de cada um desses alunos antes, durante e após a sua estadia no exterior. Além disso, o Uni-Key pretende valorizar os períodos de estágio para a transferência de conhecimentos, investigação e inovação entre a universidade e a empresa.

Para mais informações consultar o sítio web do projeto em http://www.uni-key.eu


missao

O projeto INESPO - Innovation Network Spain-Portugal é liderado pela Universidade da Beira Interior, sendo que integram ainda o consórcio a Universidade de Aveiro, o CEC/CCIC – Conselho Empresarial do Centro/Câmara de Comércio e Indústria do Centro, a Fundación General de la Universidad de León y la Empresa, a Fundación General de la Universidad de Salamanca, a Fundación General de la Universidad de Valladolid, a Universidade de Coimbra e a Universidad Pontificia de Salamanca.

Este projeto tem como objetivo incrementar a cooperação institucional, social e empresarial transfronteiriça entre agentes de Sistema Cientifico e Tecnológico das Regiões Centro de Portugal e Castela-Leão, bem como entre estes e as empresas. O projeto será implementado através de um conjunto de ações enquadradas nas áreas da Propriedade Industrial e Intelectual, Inovação e Transferência de Conhecimento, Espírito Empreendedor e Criação de Empresas de Base Tecnológica e Ações Transversais.

Para mais informações consultar o sítio web do projeto em http://www.innotransfer.eu/


 missao

O projeto Aveiro Empreendedor é liderado pela Associação Industrial do Distrito de Aveiro - AIDA, e conta com a parceria da Universidade de Aveiro (UATEC e IEUA), Câmara Municipal de Aveiro, INOVARIA, IAPMEI, IPAM, Invicta Angels, CCDRC, Agir, Associação Comercial de Aveiro, AHRESP, BPI, Norgarante, Escola Profissional de Aveiro, AAAUA, e Terra Nova.

Este projeto visa a criação de uma estratégia integrada de promoção de um ambiente inovador e empreendedor no concelho de Aveiro. O projeto abrange 5 áreas de atuação prioritárias: Apoio às Pequenas e Médias Empresas; Incubação de empresas; Promoção do Empreendedorismo nas escolas; Promoção de uma Cultura Empreendedora e  Comunicação, dando continuidade a três linhas estratégicas: fomentar o empreendedorismo; apoiar novas empresas e tornar as PMEs mais competitivas. 

Para mais informações consultar o sítio web do projeto em http://www.aveiro-empreendedor.net/




O Projeto Erasmus para Jovens Empreendedores envolve parceiros de diferentes países. Para além da Universidade de Aveiro (uma das organização intermediárias portuguesas), integram ainda o programa a HochschuleFulda University of Applied Sciences (Alemanha), JEUNE –Jeunes Entrepreneurs de L’Union Européenne (Bélgica),  CGPME-Confédération Générale des Petite et Moyennes Entreprises (França), ASTER S. Cons. P.A. (Itália), YEAR-Young Entrepreneurs Association  (Roménia), bem como parceiros na Dinamarca e Reino Unido. Trata-se de um programa transfronteiriço que dá aos novos empreendedores, ou aos que pretendem sê-lo, a oportunidade de aprenderem com empreendedores experientes como gerir pequenos negócios noutros países da União Europeia.

Este projeto tem como objetivos a promoção do empreendedorismo, a Internacionalização e o reforço da competitividade de PME’s. Neste contexto, proporciona estágios de média duração para empreendedores em empresas internacionais já estabelecidas, privilegiando a aquisição e o intercâmbio de competências e a mobilidade internacional.

Para mais informações consultar o sítio web do projeto em http://www.erasmus-entrepreneurs.eu/ 


missao

O DHMS é liderado pelo Instituto Pedro Nunes e tem por parceiros a Universidade de Aveiro, o AIBILI – Associação para Investigação Biomédica e Inovação em Luz e Imagem, a Universidade da Beira Interior e a Universidade de Coimbra.

O DHMS visa potenciar sinergias na rede de atores da Região Centro, cujas competências interdisciplinares se cruzam e complementam na área de “Healthcare & Medical Solutions”. Este projeto está integrado no plano de ação do Pólo de Competitividade Health Cluster Portugal e é apoiado pelo Programa Operacional Fatores de Competitividade – COMPETE.

Para mais informações consultar o sítio web do projeto em http://www.dhms.ipn.pt


missao

O projeto Comtrain é liderado pela OIC Poland Foundation (Polónia), tendo como parceiros a Universidade de Aveiro, a Synthra West (Belgica), RPIC-ViP s.r.o (República checa), Sustainable Development Projects (Lituânia) e EUROSUCCESS CONSULTING LTD (Chipre).

Este projeto visa potenciar as hipóteses de sucesso das start-ups , através do aumento e melhoramento  das capacidades de gestão dos seus empreendedores. Assim, o projeto COMTRAIN foca-se no desenvolvimento de capacidades genéricas do potencial empreendedor mais do que no desenvolvimento de capacidades técnicas. Este projeto nasceu de resultados obtidos em projetos anteriores (ASTRA e CECE) e enquadra-se no âmbito do programa “Lifelong training- Transfer of innovation Project- Leonardo da Vinci” .

Para mais informações consultar o sítio web do projeto em http://www.oic.lublin.pl/comtrain/


O projeto GAPI 2.0 foi liderado pelo Instituto Pedro Nunes, em parceria com a UATEC - Unidade de Transferência de Tecnologia da Universidade de Aveiro, a TecMinho - Associação Universidade-Empresa para o Desenvolvimento da Universidade do Minho, a Universidade da Beira Interior, a Universidade de Coimbra, a Universidade de Évora, a Universidade do Porto e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Este projeto teve como objetivo promover a valorização do conhecimento gerado por empresas, empreendedores e instituições do ensino superior e do sistema científico, bem como fomentar o empreendedorismo de base tecnológica e promover a utilização do Sistema de Propriedade Industrial junto dos referidos agentes económicos. O projeto iniciou-se em 2009 e terminou em dezembro de 2011, com o apoio do Programa Operacional Fatores de Competitividade – COMPETE.

Para mais informações consultar o sítio web do projeto em http://gapi2-0.ning.com/


GAPI 2ª Geração

O projeto GAPI 2.ª Geração foi dinamizado pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial e contou com o envolvimento de 20 instituições espalhadas pelo país, sendo a Universidade de Aveiro, através da sua Unidade de Transferência de Tecnologia (UATEC) um dos parceiros.

Este projeto pretendeu apoiar e promover os Gabinetes de Apoio à Promoção da Propriedade Industrial (GAPI) na execução de acções que passam, essencialmente, pela disseminação, promoção e valorização da Propriedade Industrial.

última atualização a 06-07-2017
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.