foto

 

Maria Sofia Pimentel Biscaia

Professora auxiliar convidada

msbiscaia@ua.pt

Nota curricular

Maria Sofia Pimentel Biscaia obteve o seu Doutoramento em Literatura em 2005. A sua investigação tem-se centrado nos Estudos de Género e Pós-Coloniais. Publicou o manuscrito Postcolonial and Feminist Grotesque: Texts of Contemporary Excess (2011, Peter Lang). Co-organizou também o volume de ensaios Intercultural Crossings: Conflict, Memory, Identity (2012). Foi docente na Universidade Nova de Lisboa, Portugal, e na Beijing Normal University, China. Atualmente é docente na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Principais áreas de investigação

  • Teoria e ficção pós-coloniais em Inglês e Português
  • Feminismo e Estudos de Género
  • Mercados culturais e indústria literária
  • Corpos em Trânsito: pós-humanismo, imperialismo ecológico, gótico pós-colonial
  • Estudos Comparados: Literários/Literários, Literários/Fílmicos, Literários/Visuais

Algumas publicações

Biscaia, M. S. P. (2015). Still Rocking After All These Years: Adamastor Writes Back/ Ainda abanando o barco após todos estes anos: Adamastor escreve de volta, Diacrítica: Revista do Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho, 29 (3), 181-202

Biscaia, M. S. P. (2012). Colluding Strokes: Imperialistic Brutality and Affection in André Brink’s The Other Side of Silence. In L. Marques, M. S. P. Biscaia, & G. Bastos (Eds.), Intercultural Crossings: Conflict, Memory, Identity (pp. 139-150). Bruxelas, Berna, Berlim, Frankfurt am Main, Nova Iorque, Oxford e Viena: Peter Lang AG

Biscaia, M. S. P. (2012). Hitchcock Goes East: Postcolonial Gothic in Under Capricorn. In R. C. Homem (Ed.), Relational Designs in Literature and the Arts: Page and Stage (pp. 137-151). Amesterdão e Nova Iorque: Rodopi

Marques, L., Biscaia, M. S. P., & Bastos, G. (Ed.). (2012). Intercultural Crossings: Conflict, Memory, Identity. Bruxelas, Berna, Berlim, Frankfurt am Main, Nova Iorque, Oxford e Viena: Peter Lang. ISBN: 978-90-5201-816-4

Biscaia, M. S. P. (2011). Postcolonial and Feminist Grotesque: Texts of Contemporary Excess. Bruxelas, Berna, Berlim, Frankfurt am Main, Nova Iorque, Oxford e Viena: Peter Lang AG. ISBN: 978-3-0343-0598-3

Biscaia, M. S. P. (2009). “I am just myself – myself separately”: the Gogolian construction of masculinity in Hanif Kureishi’s “The Penis” and Katherine Vaz’s “The Journey of the Eyeball”. In S. Coelsch-Foisner, & S. Herbe (Ed.), The Human Body in Contemporary Literature in English: Cultural and Political Implications (pp. 167-185). Frankfurt am Main: Peter Lang

Biscaia, M. S. P. (2009). Geografias do Terror e Migração: Cartografias da Ficção e Crítica Pós-Colonial Contemporânea. In I. Patim (Ed.), Literatura e Geografia: da geografia das palavras à geografia das migrações (pp. 23-34). Porto: Edições Universidade Fernando Pessoa

Biscaia, M. S. P. (2008). Can women speak? Can the female talk? Speech and anatomical discourse in Githa Hariharan’s When Dreams Travel. In M. F. Borch, E. R. Knudsen, M. Leer, & B. C. Ross (Eds.), Bodies and Voices: The Force-Field of Representation and Discourse in Colonial and Postcolonial Studies (pp. 127-136). Amesterdão e Nova Iorque: Rodopi

Biscaia, M. S. P. (2006). Ripping apart a woman’s heart: sacrifice, abjection and marriage in The Thousand Faces of Night. In R. Ghosh (Ed.), (In)fusion Approach: Theory, Contestation, Limits (pp. 197-212). Lanham: University Press of America

Biscaia, M. S. P. (2006). An inheritance of horror: The shadow of Das Kabinett des Doktor Caligari in Salman Rushdie’s Shame. In R. C. Homem, & M. de F. Lambert (Eds.), Writing and Seeing: Essays on Word and Image (pp. 291-300). Amesterdão e Nova Iorque: Rodopi

última atualização a 27-02-2018
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.