45 anos da UA
 

Projeto Itinerâncias: memórias, imagens, transfers

O projeto enquadra estudos de interliterariedade e interculturalidade relacionados com vivências ou memórias de migração, processos de receção e transfer e também entrecruzamentos de memória e representação em textos literários.

A investigação a desenvolver contemplará a “escrita entre culturas” (H. E. Martin, 2016) de autores luso-descendentes da diáspora, uma escrita híbrida que entretece e/ou confronta a cultura dos seus antepassados e a cultura dominante do seu próprio país. De um outro ângulo, os textos de autores portugueses emigrados ou exilados, textos polifónicos marcados por dinâmicas de desterritorialização e pela intersecção de culturas (na aceção de M. Werner e B. Zimmermann, 2006) serão igualmente objeto de estudo.

No âmbito deste projeto serão também desenvolvidos estudos de receção e transfer com atenção a “dinâmicas de re-semantização” (M. Espagne, 2013:2), que resultam de interações complexas entre diferentes línguas e diferentes espaços culturais, quantas vezes em tempos diferentes. Essa complexidade, para a qual muito contribuem as hibridizações sucessivas dos espaços culturais e as redes de intermediação, será ponderada com atenção às mais recentes propostas teóricas.

No quadro da investigação descrita, serão consideradas as perceções, imagens e representações do Outro, bem como as (re)descobertas da herança cultural. A codificação verbal e textual de imagens será estudada, no quadro teórico-metodológico da imagologia (e.g. M. Beller, L. Leerssen, Flynn) e dos estudos de memória (e.g. A. Erll, P. Hutton), não apenas em articulação com experiências de migração e exílio e com memórias culturais, mas também em ligação a processos de receção e transfer. Embora o estudo de representações que se perspetiva não se reporte a contextos especificamente coloniais, alguma da crítica pós-colonial de, por exemplo, H. Bhabha, E. Said ou G. Spivak poderá, nalguns casos, ajudar a compreender as idiossincrasias das relações entre uma cultura dominante e uma minoritária.

Intercâmbio científico: Grupo de Estudos Americanos - Centro de Estudos Anglísticos da Univ. Lisboa; Centre de Recherche "Langues et cultures européennes" (LCE), Université Lyon 2; CRIMIC – Sorbonne-Paris IV; Dept. of Portuguese and Brazilian Studies - Brown Univ. (USA).


Investigador responsável: Otília Pires Martins

Investigadores integrados: Ana Maria Alves, Ana Pedro, Maria Cristina Carrington, Maria Teresa Cortez, Otília Pires Martins e Reinaldo Francisco da Silva

Colaboradores: Ana Paula Pedroso Fernandes, Dora Nunes Gago, Henrique Manuel Pereira, António Vasconcelos, Eugénio Lisboa e Onésimo Teotónio Almeida

Investigadores em formação: Inês Gamelas e Natália Alves

última atualização a 24-05-2019
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.