45 anos da UA
 

processo editorial

Desde o início que a RT&D adotou como sistema de revisão científica o double-blind peer review, para proceder à avaliação dos artigos submetidos para publicação. Atualmente, o processo de revisão científica de cada artigo é realizado por um painel de 3 referees, cujas áreas de expertise se complementam em função das exigências específicas do manuscrito. Cada referee que é convidado a efetuar a avaliação de um artigo, desconhece a identidade dos restantes dois colegas do painel. O manuscrito é ainda sujeito a uma revisão cuidada e minuciosa por parte da equipa editorial. Deste modo, os artigos científicos publicados na RT&D são documentos estruturados, resultantes do contributo de conjunto de especialistas.

A figura 1 representa o processo de revisão dos trabalhos submetidos à RT&D. O primeiro passo deste processo é, naturalmente, a submissão por parte do autor. O manuscrito é alvo de uma primeira análise por parte da equipa editorial e, se apresentar as caraterísticas necessárias, é-lhe atribuído o painel de 3 revisores, iniciando-se a 1ª fase do processo de revisão científica. Depois de os revisores se manifestarem, é elaborado o resultado do processo e comunicado ao autor. Este resultado pode ser de 3 tipos diferentes: (i) aceite no formato apresentado, (ii) aceite com alterações e (iii) não publicável.

Na situação (i), o artigo segue para revisão editorial e posterior preparação da publicação. Na situação (ii), são enviados ao autor os documentos relativos à 1ª fase de revisão, para que possa proceder à melhoria do manuscrito e submeter a 2ª versão do documento. Na situação (iii), é comunicado ao autor o resultado da revisão, incluindo as sugestões dos revisores e equipa editorial, para que o autor possa, se assim entender, reformular o trabalho e submetê-lo novamente a apreciação.

Na situação (ii), e no caso de o autor concordar em continuar o processo, uma nova versão do manuscrito é submetida e é feita uma nova análise, verificando-se se o artigo melhorou e se foram inseridas alterações. Em caso afirmativo, o documento segue para 2ª fase de revisão, junto dos mesmos referees da 1ª fase. Esta fase é, geralmente, menos demorada e pode dar origem a duas situações distintas. O artigo pode ser (i) aceite no novo formato apresentado ou (ii) aceite com alterações. Assim, o artigo pode seguir para revisão editorial e ser preparado para publicação (i) ou voltar para o autor com novas sugestões de alterações (ii).

Para assegurar que o processo é efetivamente anónimo, são retiradas todas as informações do documento, inclusive as relativas a âmbitos em que os estudos decorram, que possam representar pistas para identificar os autores ou os revisores.

O sistema de double–bind peer review é amplamente considerado o mais justo e imparcial, eliminando quase por completo as possibilidades de fraude e outras questões que levantam dúvidas quanto ao anonimato nas revisões por pares.

A submissão de um artigo implica que o trabalho descrito não tenha sido publicado anteriormente (exceto como resumo, comunicação em conferência ou tese académica) e que não se encontra em consideração para publicação em nenhum outro journal..




Figura 1 - Processo de revisão anónima adotado pela RT&D

última atualização a 29-05-2019
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.