objetivos

A licenciatura em Psicologia pretende proporcionar uma base sólida de conhecimentos e competências no domínio desta área científica numa perspetiva de ciência natural do comportamentoque possibilite [1] uma efetiva interdisciplinaridade com outras domínios das ciências naturais, exatas e sociais, bem como [2] uma sólida preparação teórica e em investigação laboratorial e de campo, para uma aprendizagem eficaz dos conhecimentos e das competências a desenvolver na formação posterior ao nível dos 2º e 3º ciclos em Psicologia.

Com efeito, a formação em Psicologia na UA assume-se como um projeto próprio marcado por uma sólida formação científica de base. Entende-se esta "formação científica" à semelhança do que ocorre nas outras ciências naturais (biologia, química, por exemplo). Ou seja, preconiza-se uma Psicologia enquanto ciência natural do comportamento que procura desenvolver teorias e modelos do comportamento e testá-los experimentalmente, com treino laboratorial sistemático, nomeadamente ao nível do primeiro ciclo de formação, para além dos estudos de coorte, de caso-controlo e também experimentais de campo (modalidade de "ensaio") a predominarem no 2º ciclo de cariz profissionalizante.

saídas profissionais

Os licenciados que pretendam futuramente exercer a profissão devem ingressar num mestrado de continuidade na área da psicologia e, de seguida, realizar um estágio profissionalizante. Mais especificamente, o Diploma Europeu de Psicologia estipula que a formação necessária para o exercício autónomo da profissão de psicólogo é de 360 ECTS, correspondendo a 5 anos de formação universitária ao longo de dois ciclos (180 ECTS no 1º ciclo + 120 ECTS no 2º ciclo), seguidos de pelo menos 1 ano de formação/estágio profissional (60 ECTS) sob supervisão das associações profissionais, que em Portugal será a Ordem dos Psicólogos Portugueses, ao abrigo do disposto na alínea a) do nº 1 e no nº2 do art.º 51º, bem como no nº 1 e na alínea a) do nº 2 do art.º 52º do Decreto-Lei nº 57/2008.

A Licenciatura em Psicologia da Universidade de Aveiro foi criada como o 1º ciclo de formação básica, multidisciplinar e generalista, de um percurso de dois ciclos conducente ao grau de mestre em diversas áreas como a «Psicologia Forense» e a «Neuropsicologia Clínica e da Saúde» ou noutra especialidade psicológica em que a UA venha a criar programas de ensino.

Os alunos que terminarem um dos segundos ciclos na Universidade de Aveiro, poderão ser inseridos em empresas (ou prestar serviços de assessoria externa às mesmas), em domínios como a gestão de recursos humanos, o marketing e a publicidade, poderão trabalhar em instituições de saúde públicas e privadas (hospitais e centros de saúde), nas escolas (orientação vocacional, gestão de risco, assessoria à decisão escolar), no setor das necessidades educativas especiais, na psicologia forense, na reinserção social, na reabilitação neuropsicológica, no apoio aos idosos, bem como em novos nichos de mercado, tais como a ergonomia, a psicologia animal aplicada à veterinária, ou o comportamento económico e de consumo.

Pretende-se que os Mestres em Psicologia pela Universidade de Aveiro sejam capazes de cooperar no desenvolvimento de projetos de interface com as engenharias (robótica e inteligência artificial) e de aplicações da análise experimental do comportamento (engenharia do comportamento).

a informação disponibilizada nesta página não dispensa consulta à página de acesso ao ensino superior
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.