Cultura e Transformação Social › 44550

código no paco
44550
área científica
Estudos Culturais
créditos
6
escolaridade
ensino teórico-prático (TP) - 2 horas/semana
idioma(s) de lecionação
Português
objectivos

A unidade curricular visa promover o debate estruturado teórica e metodologicamente em torno da relação entre cultura, poder, Estado, território e tecnologia e das dinâmicas de transformação da sociedade que se associam a essa
relação. Assumindo um carater multi, inter e transdisciplinar, a UC pretende sobretudo contribuir para o desenvolvimento de competências que possam estruturar a abordagem crítica que a complexidade do papel transformativo da cultura na sociedade exige. Os estudantes devem adquirir as competências inerentes à capacidade de ler e apreender a natureza e o alcance das dinâmicas de transformação da sociedade associadas à cultura e analisar os veículos, formas e impactes com que o poder transformativo da cultura se consubstancia. A UC pretende contribuir para desenvolver o domínio de quadros teóricos e metodológicos estruturantes e a capacidade de investigação bibliográfica num contexto multi, inter e transdisciplinar.

competências

NA

conteúdos

Introdução: o poder da cultura na transformação da sociedade
Políticas públicas de cultura (cultura e poder; a evolução das políticas culturais; o desenho e implementação de políticas públicas; globalização e cultura: uma perspetiva das políticas públicas; políticas públicas, inovação e economia cultural; políticas públicas e desenvolvimento territorial)
O Cinema e a Sociedade (o filme como arte tecnológica; o cinema como indústria; o filme como prática social; cinemas nacionais)
Cultura e Ciência na Era Pós-Humana (o conceito de biopoder; os novos paradigmas epistemológicos das bioculturas e biosocialidades; a identidade na era das biotecnologias)
Território e Cultura (territorialidade da cultura; globalização, territórios e cultura; identidades coletivas; culturas urbanas e inovação; culturas rurais, tradição e inovação; redes culturais)
Culturais Digitais: a convergência dos media (os novos media e a complexificação da cultura e da experiência de mediação a hipermediação

avaliação

A avaliação da UC tem por base um trabalho escrito, preferencialmente na forma de artigo científico, sobre um tema ou temas relacionados com um ou mais módulos lecionados.

requisitos

N.A.

metodologia

A UC está estruturada com base num sistema de multi-lecionação organizado em módulos. Cada módulo compreende sessões teóricas, que devem sustentar e estruturar a participação ativa dos estudantes no debate multidisciplinar, e  ainda a auto-investigação bibliográfica e na Web; promoção e participação em ‘workshops’, conferências e debates; disponibilização de bibliografia e outros conteúdos em e-learning.

bibliografia base
BRAIDOTTI, R. The Posthuman. London: Polity Press, 2013. BUTLER, J. Precarious Life: The Power of Mourning and Violence. London: Verso, 2006. CISNEY, V. & NICOLAE, M., ed. Biopower: Foucault and Beyond. Chicago: Chicago UP, 2016. HELD, D. A Globalizing World: Culture, Economics, Politics, London, Routledge, 2004. DESSEIN, J. et al. Cultural Sustainability and Regional Development, London.
bibliografia recomendada

BRAIDOTTI, R. (2013). The Posthuman. London: Polity P.
BUTLER, J. (2006). Precarious Life: The Power of Mourning and Violence. London: Verso.
CISNEY, V. & NICOLAE, M., eds. (2016). Biopower: Foucault and Beyond. Chicago: Chicago UP.
DESSEIN, J. et al. (2015). Cultural Sustainability and Regional Development. London: Routledge.
DEUZE, M. (2012). Media Life. Cambridge: Polity Press.
FLORIDI, L. (2015). The Onlife Manifesto. Being Human in a Hyperconnected Era. London: Spinger.
HELD, D. (2004). A Globalizing World: Culture, Economics, Politics. London: Routledge.
JENKINS, H. et al. (2013). Spreadable Media. Creating Value and Meaning in a Networked Culture. New York: NY UP.
PLATINGA, C., (2009). Moving Viewers: American Film and the Spectator’s Experience. Berkeley: U California P.
RAMPLEY, M. (2005). Exploring Visual Culture: Definitions, Concepts, Contexts. Edinburgh: Edinburgh UP.
YOUNG, G. (2013). Reshaping Planning with Culture. Aldershot: Ashgate.

Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.