dqua - procedimentos e regras de vigilâncias

Aspetos gerais:

1. O serviço de vigilâncias de a) testes escritos durante o período de aulas e de b) exames é parte integrante do Serviço Docente (SD) do Departamento de Química (DQ).

2. Após divulgação do Calendário de Exames, que inclui uma previsão do número de alunos para os exames de época normal e de época de recurso, é definido um Mapa de Vigilâncias.

3. Após validação pela Comissão Executiva, as vigilâncias são oportuna e antecipadamente atribuídas e anunciadas aos docentes e aos investigadores com SD atribuído (exceto se estiverem de baixa médica) e podem ser consultadas no PACO. A deslocação em serviço oficial tem preferência sobre a vigilância. A ausência com equiparação a bolseiro obriga à indicação de um substituto.

4. Os docentes e os investigadores estão automaticamente convocados para as vigilâncias das unidades curriculares (UC) que lecionam; no entanto, as convocatórias formais são igualmente enviadas por correio eletrónico.

5. Após notificação para o seu correio eletrónico institucional, os docentes e os investigadores convocados são os únicos responsáveis pelo serviço de vigilâncias que lhes é atribuído.

6. Os docentes, com exceção dos Professores Catedráticos, podem ser convocados para a vigilância de outras unidades curriculares, para além das que lecionam.

7. O regente da UC (ou outro responsável indicado pelo regente) deve acompanhar a vigilância durante todo o período da prova de avaliação.

8. As vigilâncias feitas ao sábado contam a dobrar (devendo ser uma exceção).

9. Para salas com capacidade igual ou inferior a 30 alunos, será associado apenas um vigilante por sala. Para salas com mais de 30 alunos previstos, deverão ser sempre associados dois vigilantes por sala.

Substituição de vigilantes:

10. Na impossibilidade de estar presente, compete ao docente ou investigador convocado para a vigilância garantir a sua substituição por um docente ou por um investigador (ou outro elemento doutorado), com conhecimento prévio (pelo menos 24 horas) do regente da UC.

11. A não comparência (sem substituição) a uma vigilância deve ser sempre comunicada pelo regente da UC à Comissão Executiva.

Contabilização de vigilâncias:

12. As vigilâncias serão contabilizadas ao docente ou investigador que as efetuou e não a quem se fez substituir.

13. Para efeitos de contabilização de vigilâncias, o regente da UC deve comunicar à Secretaria* quais os testes escritos e/ou provas orais realizados durante o semestre (fora do horário normal de aula) e que docentes estiveram envolvidos nas vigilâncias.

14. Todas as vigilâncias e participações em provas orais (exceto júris de provas académicas) são contabilizadas e o resumo semestral de vigilâncias, por docente ou investigador, será divulgado pela Comissão Executiva.

A Comissão Executiva do DQUA

23/10/2019


* Inês Carlos, inescarlos@ua.pt


última atualização a 23-10-2019
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.