objetivos

O Mestrado Integrado em Engenharia Química (5 anos, 300 ECTS) tem como objetivos:

  • A formação de engenheiros capazes de projetar/dimensionar, otimizar, conduzir e gerir processos industriais que envolvem alterações de composição química ou do estado físico ou energético de matérias-primas, com vista à obtenção de produtos essenciais - combustíveis, produtos químicos, alimentares, farmacêuticos e de higiene, plásticos, fibras, tintas, detergentes, adubos, pesticidas, etc.
  • A formação de engenheiros habilitados e motivados para atividade profissional especializada em ambiente industrial, atividades de projeto, atividades de investigação e desenvolvimento, atividades técnico-comerciais em áreas direta ou indiretamente relacionadas com Engenharia Química.
  • A preparação de quadros superiores tecnicamente informados e abertos aos novos desafios tecnológicos, ambientais e sociais  de valorização e aproveitamento de matérias-primas e energia de fontes renováveis.

No final do 1º ciclo, correspondente aos três primerios anos, o estudante pode solicitar o diploma de licenciatura em Ciências de Engenharia Química, com possibilidade de optar por uma atividade profissional de nível intermédio ou prosseguir formação noutro 2º ciclo (mestrado) compatível.

Informação complementar:

Despacho n.º 20361/2006, de 6 de outubro de 2006;

Despacho n.º 63/2009, de 2 de janeiro de 2009;

Despacho n.º 5327/2012, de 18 de abril de 2012;

Depsacho n.º 4218/2015, de 27 de abril de 2015;

Registo no DGES sob o n.º R/A-Ef 1503/2011/AL01, em 11 de agosto de 2017;

Aviso n.º 1123/2018, de 24 de janeiro de 2018.

saídas profissionais

Mestrado Integrado (300 ECTS, 5 anos):

  • Atividades profissionais de nível superior direcionadas para a engenharia dos processos químicos industriais, condução, organização e gestão da produção/operações, em empresas do sector químico ou afins.
  • Atividades profissionais de nível superior de investigação e desenvolvimento no domínio dos processos químicos em empresas, gabinetes de projeto ou laboratórios de I&D (públicos ou privados).
observações
Condições necessárias à concessão do grau ou diploma. MESTRE EM ENGENHARIA QUÍMICA: conclusão de um número total mínimo de 300 ECTS cumprindo o número mínimo de créditos ECTS por área científica (cf. Diário da República, 2.ª série — N.º 77 — 18 de abril de 2012): EQ 152; Q/BQ 58; M 36; I 12; F 12; Ele 6; E 6; CEA 6. LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DE ENGENHARIA QUÍMICA: conclusão dos 180 ECTS correspondentes aos primeiros seis semestres curriculares do plano de estudos.
a informação disponibilizada nesta página não dispensa consulta à página de acesso ao ensino superior
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.