laboração contínua

Editorial
Não sei se é este ambiente fabril adormecido, ou de um qualquer génio operário que se recusa a abandonar o silo onde sempre viveu, que nos faz trabalhar em laboração contínua. Todos nós insistimos em ter ideias, umas boas outras más, a toda a hora, nos locais mais impróprios, e até durante o trabalho!
Somos um pouco como as abelhas, procurando sempre o nosso papel no grupo, contribuindo para aquilo que julgamos ser o nosso objectivo: contribuir para a cultura científica e tecnológica do cidadão.

Por isso aceitamos o desafio que o Diário de Aveiro nos fez, e aqui estamos entusiasmados com esta forma de comunicar ciência.
A primeira pergunta que sempre vem à ideia do leitor é quem são os destinatários da página "laboração contínua"? A resposta que logo nos ocorre, não podia ser mais ambiciosa: toda a gente! É claro que ao tentar agradar a todos corremos o risco de não agradar a ninguém. É um risco que assumimos como um desafio. Mais um desafio! 

Como em qualquer trabalho vamos construir laboriosamente dia a dia este contributo para que a ciência continue viva na nossa região.

  2011 | 2010 | 2009 | 2008 | 2007 | 2006

Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.