45 anos da UA
 

linhas #11

artigo linhas #11
> Artigo publicado na revista Linhas nº 11, ano 5, maio 2009

Centro de Estudos de Jazz

Universidade de Aveiro pioneira na investigação do jazz em Portugal

Com a criação do Centro de Estudos de Jazz (CEJ-UA), a Universidade de Aveiro foi a primeira universidade portuguesa a enquadrar o jazz como uma área de investigação de facto e a criar o primeiro centro de documentação especializado na área. Atualmente, a UA está perfeitamente integrada nas tendências internacionais.

 

Depois de ter sido pioneira na criação, em 1989, da primeira Licenciatura em Ensino de Música que incluía a música prática no ensino universitário, a UA volta a destacar-se pelo seu pioneirismo nesta área com a criação em Portugal do primeiro centro de investigação dedicado ao jazz.

 

O CEJ-UA deu os primeiros passos em 2004, com o intuito de se constituir como o primeiro centro de documentação especializado na área do jazz em Portugal. O mote do desenvolvimento desta área foi a doação à UA do acervo de Jazz de José Duarte, o crítico e animador de Jazz, que depois de mais de 50 anos dedicados ao Jazz ainda mantém na Antena 2 o seu programa “Jazz com Brancas' e o clássico 'Cinco Minutos de Jazz', o mais antigo programa diário da rádio portuguesa.

 

A sua coleção é composta por um vasto conjunto de espécies documentais associadas ao jazz, entre as quais se inclui, para além de inúmeros manuscritos, material fonográfico, videográfico, filmográfico, fotográfico, bibliográfico, e ainda um conjunto disperso de documentos tais como manuscritos de programas de rádio, imprensa e televisão, autógrafos de importantes figuras do jazz, recortes de jornais e revistas, posters e cartazes desde o primeiro festival de jazz de Cascais (1971), e objetos associados a eventos importantes, como por exemplo aparelhos de rádio.

 

O arranque das atividades do Centro, deu-se, assim, com o tratamento, classificação, preservação e disponibilização da documentação que integra os acervos das coleções doadas à UA sobre esta temática,  nomeadamente, a de José Duarte, a que se vieram a juntar as de David Ferreira e de Carlos Martins.

 

Parte do acervo de Jazz da UA já pode ser visto e ouvido on-line em http://jazz.sinbad.ua.pt/, o repositório que sustentará a sala no futuro Museu Virtual da UA. Uma caraterística essencial de um centro documental é a garantia de uma permanente atualização dos seus fundos, preocupação e ação que a UA tem mantido ao longo dos anos, através da aquisição sistemática de livros e discos e da assinatura de revistas da especialidade.

 

Paralelamente à componente documental, o CEJ-UA surgiu com a missão de desenvolver projetos de investigação nesse domínio e em áreas temáticas associáveis ao acervo, em consonância com o Departamento de Comunicação e Arte e as suas estruturas de investigação, instituindo-se como um pólo atrativo privilegiado de acolhimento de investigadores nacionais e estrangeiros.

 

O balanço do trabalho desenvolvido pelo CEJ, na sua breve existência, é bastante positivo também em termos de organização de encontros científicos centrados nos Estudos de Jazz como no que respeita a promoção e divulgação do jazz na sua vertente performativa. Em 2008 foram realizadas duas «masterclasses» com o pianista Mário Laginha e um fórum de discussão denominado «Sons & Saberes Jazz», que proporcionou uma discussão acerca dos Estudos em Jazz, inscrevendo-se na perspetiva dialógica da Etnomusicologia tentando pôr em diálogo investigadores e elementos que sejam insidersno universo estudado.

 

Para comemorar os seus 50 anos de dedicação ao jazz e 70 de idade, o CEJ-UA lançou, também em 2008, o DVD «José Duarte a solo», da autoria de Susana Sardo e que faz a ponte entre o percurso de José Duarte pelo Jazz e o acervo documental que reuniu. Para além desta publicação, este acervo deu azo a várias comunicações em atas de eventos científicos. Como explica Susana Sardo, Diretora do Centro, «a configuração da coleção, assim como os pressupostos que garantem a sua manutenção, confundem-se de algum modo com o seu coletor. Correspondem às suas escolhas e adoções, contam a história do seu percurso pessoal e profissional, da sua aproximação ao jazz, das suas empatias e antipatias, das suas amizades, do seu entendimento sobre o próprio conceito de música, de jazz e de coleção, a qual é, ela própria, um conjunto performativo permanentemente inacabado. (…) É justamente neste ponto que a Coleção José Duarte adquire um valor singular porque reproduz, pela sua conceção, provavelmente circunstancial, os princípios que norteiam a conceção jazzística da música».

 

Em 2009,  outras iniciativas estão em perspetiva e virão a público resultados de outras vertentes investigativas mais abrangentes. Hélder Bruno Martins e Luís Figueiredo doutoraram-se este ano com duas teses que focam «Os Jazzes» – a ingénua irreverência. Estudo etnomusicológico sobre a emergência do Jazz no meio rural em Portugal entre 1920 e 1960», e as «Coisas da Terra - O Piano e os Pianistas no Jazz em Portugal», respetivamente. O primeiro estudo permite conhecer e compreender a génese dos «Jazzes», os condicionalismos da sua emergência, as motivações e as formações musicais dos seus elementos e o papel que desempenharam nas comunidades a que pertenciam. O segundo analisa a música dos primeiros representantes do piano num género virgem no país (António Pinho Vargas, João Paulo Esteves da Silva, Mário Laginha e Bernardo Sãs), o seu lugar no panorama do Jazz, e a sua portugalidade, oferecendo desta forma um importante contributo para a compreensão do Jazz Português.

 

A investigação que deu origem às suas teses foi desenvolvida do seio do Centro, atualmente integrado no polo de Aveiro do Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos de Música e Dança.

 

Esperando atrair mais investigadores, o futuro mais imediato do CEJ-UA passa por concretizar projetos coletivos e parcerias com instituições de relevo na área do jazz e da investigação, bem como albergar eventos nacionais e internacionais nesta área.

 

última atualização a 09-04-2014
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.