Faqs

Quem detém os direitos em projetos em copromoção ou projetos que são financiados externamente?

As questões de PI são definidas caso a caso mediante negociação entre os intervenientes e a UA, representada pela UATEC. No entanto, por norma, nos projetos em consórcio todas as invenções passíveis de serem registadas como propriedade industrial ou mantidas sob a forma de know-how, serão partilhadas entre todos os membros do consórcio, de acordo com a contribuição de cada um. Quando o resultado do trabalho desenvolvido é fruto de uma prestação de serviços com o exterior, o resultado pertencerá à empresa. No entanto, se no decorrer do processo for inventado algo passível de registo de Propriedade Intelectual, então a referida patente será dividida de acordo com o esforço de cada uma das partes. Estas questões são salvaguardadas nos contratos de consórcio/prestação de serviços.  Todas e quaisquer negociações necessárias serão mediadas pela UATEC.

Que devo fazer se uma empresa me contactar para comprar a minha tecnologia?

Todos os contactos deverão ser comunicados ao pivot do departamento/unidade de investigação, que fará chegar à UATEC a informação e que por sua vez dará inicio ao processo de negociação da tecnologia. As condições de licenciamento serão  negociadas pela UATEC.

Que devo fazer quando contactado por uma empresa no sentido de se estabelecer uma colaboração/parceria?

Todos os contactos deverão ser comunicados ao pivot do departamento/unidade de investigação, que fará chegar à UATEC a informação relativa ao contacto. Dependendo da situação, a UATEC reencaminhará/acompanhará o processo.

Quando se inicia um processo de valorização?

O processo de valorização é iniciado após a submissão da Comunicação de Invenção, nomeadamente, com o Pré- Relatório de Avaliação do Potencial Comercial e respetiva atribuição do Gestor de Valorização. Tendo sido o processo de proteção iniciado, a primeira ação do gestor de valorização junto do(s) inventor(es) visa obter informação detalhada sobre a tecnologia, no que diz respeito ao potencial comercial, e respetivo perfil tecnológico.

O processo de valorização é condicionado pelo número de titulares?

A responsabilidade de valorização de uma tecnologia é definida mediante análise e de acordo com as especificações inerentes a cada processo. No entanto, de forma genérica, por um lado, caso a titularidade pertença exclusivamente à Universidade de Aveiro, a valorização ficará a cargo desta, enquanto, por outro lado, caso o processo se defina em cotitularidade a responsabilidade de valorização e respetiva percentagem é discutida e definida por processo.

Qual a participação do inventor no processo de valorização?

O processo de valorização deverá contar sempre com o envolvimento do inventor, particularmente, no que diz respeito à elaboração da oferta tecnológica e participação em momentos de interação com potenciais licenciados. Todas as atividades decorrentes do processo de valorização empreendidas pelo respetivo gestor serão comunicadas ao(s) inventor(es).

Qual a duração de um processo de valorização?

A duração do processo de valorização é variável, dependendo direta ou indiretamente de diversos fatores, como sejam a atratividade da tecnologia e a sua fase de desenvolvimento, o nível de proteção dos direitos de propriedade intelectual, as atuais necessidades e dimensão do mercado, a existência de tecnologias concorrentes com potencial competitivo e a conjuntura sócioeconómica, entre outros.

Caso exista interesse de uma empresa em determinada tecnologia quais os procedimentos a serem seguidos?

Sempre que uma empresa manifestar interesse relativamente a uma determinada tecnologia, a UATEC deverá ser contatada e a Comunicação de Invenção deverá ser submetida por todos aqueles que tenham identificado potenciais licenciados mesma na eventualidade da tecnologia em questão não estar abrangida por nenhuma estratégia de proteção.

Toda a propriedade intelectual é passível de valorização?

Toda a propriedade intelectual é passível de valorização, independentemente da estratégia de proteção visada.

Que tipo de estratégia de exploração comercial de uma determinada tecnologia pode ser desenvolvida?

O licenciamento de direitos de propriedade intelectual – assim como o conhecimento afeto a estes direitos – é uma das estratégia de valorização a seguir, sendo que a empresa deverá ter interesse, viabilidade e capacidade para explorar industrial e comercialmente o respetivo produto, processo e/ou serviço.

última atualização a 11-03-2013
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.