Inovação: Processo

O contributo da Unidade de Transferência de Tecnologia da Universidade de Aveiro, para a promoção e incremento da inovação no tecido empresarial, contempla várias fases, nomeadamente:

  • auscultação do mercado: nesta fase a UATEC identifica as necessidades das empresas que pretendam estabelecer parcerias com a Universidade de Aveiro, com vista à celebração de protocolos de colaboração, projetos de investigação e desenvolvimento, prestações de serviço, entre outros. Para dar início a este processo as empresas devem submeter a Manifestação de Interesse.

  • identificação de competências: tendo em consideração as necessidades de inovação das empresas deve-se proceder à identificação dos membros da academia (docentes e investigadores) que têm competências técnico-científicas, para poder dar resposta às referidas necessidades. Nesta fase, a UATEC conta com a contribuição dos Pivots UATEC

  • Definição de projeto: nesta fase são definidos, por todos os intervenientes (UATEC/Pivots, docentes/investigadores e empresas) os objetivos, as atividades e respetivas tarefas, os tempos de execução, a estimativa de custos, as fontes de financiamento (100% privada ou com cofinanciamento público) e a tipologia de contrato (análises, estudos, consultoria, prestação de serviços, contratos de I&D, etc.).

  • Elaboração de proposta: qualquer comunicação que envolva a apresentação de um orçamento, fatura proforma ou proposta de trabalho ao exterior deve ser sempre subscrita pela Reitoria da Universidade de Aveiro, através da UATEC. Para o efeito, e nesta fase, o docente/investigador responsável pela apresentação de proposta deve submeter à consideração da UATEC o formulário de Comunicação de Cooperação, que define a tipologia de contrato a celebrar, o plano de trabalhos, a calendarização e respetivo orçamento.

  • Negociação: nesta fase, a Universidade de Aveiro e a empresa negoceiam todos os aspetos inerentes à execução do projeto de cooperação, com especial enfoque no cofinanciamento do orçamento da UA (caso a mesma seja co-promotora em projetos financiados pelos Estado) e na titularidade, gestão e exploração comercial da propriedade intelectual, resultantes desse projeto.

  • Celebração do contrato: todos os aspetos respeitantes à realização do projeto de cooperação devem ser contratualizados, por forma a garantir os direitos e obrigações das partes, visando ainda a eventual exploração comercial/industrial dos produtos/serviços, resultantes da execução do projeto.

última atualização a 13-03-2013
Este sítio web utiliza cookies sem recolher informação pessoal que permita a identificação dos utilizadores. Ao navegar neste sítio está a consentir a sua utilização.saber mais
Para que esta página funcione corretamente deve ativar a execução de Javascript. Se tal não for possível, algumas funcionalidades poderão estar limitadas.